Estação Onze – Museu da Civilização

Estação Onze

Não sei se vocês se lembram, mas um dia desses eu resenhei um livro super bacana chamado Estação Onze, editado pela Instrínseca. O pano de fundo do livro é um mundo pós-apocalíptico, onde 99% da população foi dizimada e não existe mais energia elétrica, combustível… praticamente TUDO que move a nossa sociedade hoje. Dureza, né?

Em determinado momento do livro, um dos personagens começa a guardar objetos que contavam a história desse mundo, formando um pequeno Museu da Civilização. Esses objetos não tinham mais nenhuma utilidade, a não ser contar um pouco para as novas gerações sobre como havia sido o mundo antes da grande epidemia. Cartões de crédito, carteiras de motorista, aparelhos de TV, computadores… 

Station Eleven

A Intrínseca lançou o desafio e perguntou: o que você colocaria no Museu da Civilização?

 Kat Chadwick illustration

OK, vamos falar sério gente! Como viver sem banho de chuveiro quentinho? Uma das coisas que eu mais sentiria falta, sem dúvida, é o acesso a água limpa e ~ claro! ~ o banho quentinho de todos os dias. Definitivamente não nasci para tomar banho de rio (ou de balde). 

Objeto para guardar no Museu da Civilização: chuveiro

Kat Chadwick illustration

Uma coisa que a gente nunca lembra quando pensa num mundo pós-apocalípico são nossos produtos de beleza favoritos. Alguns são tão presentes no nosso dia a dia que não imaginamos mais viver sem. Imagina um mundo sem protetor solar (insira emoji do grito aqui)! Fora os remédios, né? Já pararam para pensar no quanto é cômodo tomar um comprimidinho e ver a dor de cabeça ou os sintomas de uma gripe desaparecerem “magicamente”?

Objetos para guardar no Museu da Civilização: embalagens (obviamente vazias) dos seus produtos de beleza favoritos (só as lindas gente, por favor). ;)

Kat Chadwick illustration

Agora, o que a gente mais sentiria falta ~ desse mundo tão globalizado e conectado ~ seria a facilidade de comunicação entre as pessoas e os países. Um mundo sem internet, sem correios, sem transporte público, significa um mundo extremamente local, voltado para as necessidades mais imediatas ~ e sem notícias do que se passa do outro lado do mundo (ou do outro lado da rua, para ser mais exata). No livro, os aviões acabam se tornando residências, uma vez que não poderiam ser mais usados como meios de transporte. Já imaginaram viajar a pé (ou numa caravana precária, como no livro) como única possibilidade? E como se guiar sem o Google Maps?

Objetos para guardar no Museu da Civilização: aquele ticket da sua viagem inesquecível, fotos e cartas de amigos e parentes que vivem longe, mapas.

E você, do que sentiria mais falta nesse mundo pós-apocalipse?
Que objeto inusitado você colocaria no Museu da Civilização?

∴ info ∴
Leia a resenha de Estação Onze nesse post.
As ilustrações desse post são da Kat Chadwick.

This entry was posted in livros. Bookmark the permalink.

38 Comentários

  1. kammy disse:

    nossaaa
    com certeza seria da comunicação… tipo da gente poder falar com uma pessoa que ta do outro lado do pais
    isso ia ser horrrivel Ca rsrs

    bjos
    kammy
    Comer, Blogar & Amar | Meu Canal YT

  2. Ana Claudia disse:

    Com certeza sentiria muita falta do chuveiro!
    Uma das melhores invenções da vida!
    E ia sentir muita falta do ônibus e do trem…
    Eles são tão maravilhosos!

  3. Pergunta difícil… sentiria falta de muitas coisas, mas a primeira coisa que veio na cabeça foi a minha cama. =)
    beijos,
    Renata {www.nomeuapartamento.com.br}

  4. lua disse:

    Sentiria falta de um bom chuveiro, mas a minha cama, ai my morreria de sdds de filmes e séries também E a facilidade de encontrar comida.

  5. Alessandra disse:

    Com certeza também guardaria as embalagem dos produtinhos de beleza que já não sei mais viver sem!

    Além do chuveiro, uma garrafinha d´água. Anda sempre comigo <3

    http://workingmachine.nu/

  6. Camila disse:

    Eu no momento que vi o livro amei a capa dele, so que a história eu não gostei. Mas esse desafio da intrínseca bastante legal

    bjinhos
    http://acidadeliteraria.blogspot.com.br/

  7. Jeans Rasgado disse:

    Que ideia demais! Acho que a minha maior falta seria de água, realmente, um banho quentinho é tudo de bom.

    rasgadojeans.blogspot.com

  8. Gih disse:

    Realmente eu não viveria sem remédio de dor de cabeça.
    Sofro de enxaqueca e tomo quase todo dia rs
    Kisses

  9. Bárbara disse:

    Nosssa, realmente chuveiro É UM SONHO!!! Ia sentir muita falta de algumas comidas também, porque certeza que teríamos poucas variedades.

    Beijos, Love is Colorful & Sorteio Lentes para Celular

  10. Kaka Farias disse:

    Noooossa… te contei na ocasião do post que não gostava de narrativas assim, mas que o livro tinha me parecido muito interessante. Mas só do fato de lançar essa reflexão do que colocaríamos no museu, já fico medrosa kkkk. Eu colocaria o chuveiro com certeza, o celular, a minha TV, e o passaporte talvez? Tantas coisas… :P :*

  11. que bacana esse livro! :’) me interessei!
    adorei as coisas que você colocaria no museu, eu certamente sentiria falta de muita coisa, imagine viver sem poder me comunicar com amigos distantes? </3 que triste! mas acho que o que eu colocaria no museu, seria um ipod com minhas músicas favoritas e meu fone.. não consigo me imaginar sem meus fones haha
    beijão, lê :*

    osbeneficiosdebebercafe.wordpress.com

  12. que livro inteligente! Eu sentiria mta falta de um banho quentinho, comida e filmes viu? Hahah
    bjoka http://diadebrilho.com

  13. rejane abreu disse:

    Nossa, que reflexão você me instigou a fazer Camila! Acho que o que mais me assusta é a falta de água limpa. Não consigo imaginar a vida sem água… Fiquei assustada.

  14. Ramon Abreu disse:

    Eita Cami, nunca tinha pensado nisso, mas vamos ver… Acho que sentiria muita falta do microondas que salva minha vida. E no Museu da Civilização eu colocaria uma geladeira!
    Beijo no core <3

  15. Emerson disse:

    Adorei a iniciativa. As ilustrações são muito legais! Acho que guardaria boas memórias nesse museu.

    http://www.jj-jovemjornalista.com/

  16. Betty Gaeta disse:

    Oi Camila,
    O que eu sentiria mais falta seria a internet. Eu viraria um peixe fora d’água se tivesse que viver desconectada.
    Bjs

  17. Gabriela Lira disse:

    Eu sentiria falta da internet uahuahs, mas acho que em um museu é super necessário se ter algumas peças de roupas, afinal a Moda serve pra contar muita coisa da história de uma civilização.

    Super legal o post ^^

  18. Adorei o post, Ca!! Estou aqui refletindo…o chuveiro, com certeza sentiria falta!! O meu smatphone, notebook, internet, nossa, nem me fala!!! A água, roupas quentinhas…kkk…nossa, estou imaginado várias coisas que vou escrever uma lista daqui a pouco…kkkkk…seu post me fez pensar muito, a gente vive no automático e só quando não tem luz, por exemplo, percebemos a falta que faz e como é difícil ficar sem…um beijo!!

  19. Bia Martins disse:

    Ai, Camila, já pensei num mundo assim, normalmente penso depois de ver filmes sobre o assunto e nossa, que horrível seria! Acho que os remédios e cosméticos seriam as coisas que eu mais sentiria falta haha.

    beijo!
    http://www.belatriz.info

  20. Bianca disse:

    Nossa, eu sentiria falta de tanta coisa! A maioria dos meus amigos moram longe, então sentiria muita falta de poder manter contato facilmente com eles.
    Beijos

  21. Thay disse:

    Acho que não cheguei a ler a resenha desse livro, mas já vou procurar porque fiquei bem curiosa. Sabe que eu sempre penso nessas coisas quando estou lendo/ assistindo uma história de pós apocalipse? Vivemos em um mundo tão rápido e confortável que ficar sem tudo isso será um sufoco caso aconteça algo do tipo. Acho que também sentiria falta dos banhos quentinhos, mas também dos livrinhos novos e do meu Kobo! XD
    Um beijo!

  22. Flavia disse:

    Nossa!! Que coisa difícil de se pensar…são tantas coisas que eu sentiria falta! Chuveiro com banho quente, cafeteira e café quentinho, meu celularrrrr ohhhhh!!! Minha cama e edredom quentinho…Ahhh Não! Não quero mais pensar nisso hahahahah
    Beijão, Camila!

  23. Mellanye disse:

    Nossa, eu quase nunca me interesso por livros que as pessoas resenham em blog (haha), mas esse deve ser muito bacana! Vou dar uma procurada :)

    E, poxa, objeto inusitado eu não sei… Mas eu sentiria falta do chuveirinho e produtinhos de higiene, claramente! E de cerveja :3 E também de cartões postais! Eu amo, tenho vários, e bom, seria bacana ter cartões expostos pra que a gente não esquecesse de como era o mundo antes do colapso ˆ_ˆ

    beijos

  24. Rayani disse:

    Que pergunta difícil!

    Sentiria falta dos banhos quentinhos recheados de brincadeiras com a pequena. XD

    Bem, acho que levaria para o museu da civilização um punhado de fotografias queridas e livros

  25. Ariane disse:

    o que eu mais sentiria falta seria da telecomunicação…não saber o que se passa, o que acontece ia me matar kkkkk
    Eu levaria livros, muitos livros hahah
    bjss ;*
    arisecondo.blogspot.com.br

  26. Lívia disse:

    com certeza seria livros, plantinhas, cachorros e música :p hahaha
    não viveria sem mesmo
    beijo

  27. Gábi disse:

    Uau, adorei o tema do livro!!
    Aiii, mas não sei o que deixaria no museu não, mas o chuveiro é uma boa, né???
    Acho que eu deixaria no museu os meus antigos óculos! Agora não preciso mais deles porque operei, mas imagina quem precisa e não tem como fazer? Dureza!

    Beijos!!

  28. Cheel disse:

    Hahahah já estou psquisando o livro igual doida, adorei a ideia dele. E chuveiro sem duvidas é uma coisa q nunca pensei em levar, mas REMEDIOS… quem vive sem? aguentar aquela dor de cabeça ou de estomago sem nada para aliviar deve ser barra… adorei a ideia do post. Um beijo!

  29. Pablo disse:

    :O não dá nem pra imaginar. Eu levaria comigo alguns novelos e minhas agulhas de tricô. Acho que foi a primeira coisa que me ocorreu!

  30. Amanda disse:

    Que post incrível! Fiquei louca pra fazer um desses no meu blog.. Posso?
    Então, concordo com os seus objetos. Só acrescentaria na lista o computador e o microondas.. Acho que a vida ficaria bem foda sem esses itens fundamentais.
    beijos.
    http://amandatelo.com/

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *