Os quatro últimos… livros

Mini-resenhas dos livros: Um Artista do Mundo Flutuante e 4 3 2 1 | Não Me Mande Flores

1. Um Artista do Mundo Flutuante, por Kazuo Ishiguro – tradução de José Rubens Siqueira
232 páginas • título original: An Artist of the Floating World • Companhia das Letras

Ambientado nos anos após a rendição do Japão (que levou ao fim da Segunda Guerra Mundial), o livro narra as memórias de Masuji Ono, um pintor de renome no passado, aposentado e em negociações para o casamento da filha mais nova. O protagonista relembra os seus dias de prestígio e influência antes e durante a guerra, ao mesmo tempo que lida com as mudanças sofridas pelo país, manifestadas na mentalidade da geração mais jovem (muito bem representada no livro pelas suas filhas e genros). A narrativa é leve e brilhantemente íntima, mesclando acontecimentos em tempo real com memórias recentes e outras mais remotas, formando um mosaico fascinante da vida do artista. Um retrato sensível do Japão pós-guerra e uma reflexão sobre o papel da arte como instrumento social e político. Meu primeiro contato com o autor, vencedor do Prêmio Nobel de literatura de 2017 e olha… gostei muito, viu? Animada para ler outros romances do Ishiguro.

Compre esse livro!

2. 4 3 2 1, por Paul Auster – tradução de Rubens Figueiredo
816 páginas • Companhia das Letras

Quais são as escolhas que estruturam e regem a vida de um indivíduo? Em 4 3 2 1, Paul Auster constrói 4 narrativas diferentes da vida de Archie Ferguson, 4 realidades distintas do mesmo personagem, com pequenas (mas importantes) diferenças entre si, que impactam substancialmente no percurso da sua existência. O autor trabalha questões como a influência do dinheiro e das relações familiares na construção do ego e brinca com o imenso e imprevisível poder do acaso no destino do personagem (o que nos faz inevitavelmente pensar no impacto do acaso na nossa própria vida). O projeto (e a premissa do livro) é, sem dúvida, muito intrigante ~ mas confesso que achei o personagem-chave Archie um tanto sem graça, em todas as suas 4 versões. Não sei, não consegui me empolgar com nenhuma das suas trajetórias e o protagonista, mesmo com fios condutores marcantes, me pareceu sempre um pouco apático e desinteressante (tendo o Archie de Manhattan uma certa vantagem em relação aos demais). Outros personagens acabaram me marcando mais durante a leitura, como as várias representações de sua mãe Rose e de sua amiga/meia-irmã/namorada Amy. O final é particularmente pouco inspirado ~ e não vou entrar em detalhes aqui ~ mas me pareceu uma solução que a gente já viu aplicada mil vezes na literatura. :/

Compre esse livro!

Mini-resenhas dos livros: O Quarto de Giovanni e A Casa Dourada | Não Me Mande Flores

3. O Quarto de Giovanni, por James Baldwin – tradução de Paulo Henriques Britto
232 páginas • título original: Giovanni’s Room • Companhia das Letras

Enquanto espera pelo retorno da namorada em Paris, o jovem americano David conhece ~ e se apaixona ~ por Giovanni, um garçom italiano com um futuro trágico, já anunciado nas primeiras páginas do romance. Um clássico moderno da literatura gay, escrito por um dos mais importantes ativistas negros norte-americanos, engajado na luta racial e nas questões de sexualidade e identidade (assistam ‘I Am Not Your Negro‘ por favor!), o livro narra as angústias de David, em conflito com os seus próprios desejos e culpado pelo destino do amante. A trama é curta, mas intensa ~ e quase claustrofóbica, como o próprio quarto do Giovanni, onde os personagens passam boa parte do tempo. A história é parcialmente autobiográfica, inspirada no relacionamento do autor com o pintor suiço Lucien Happersberger em Paris no final dos anos 1940. Antes de torcer o nariz e achar que a temática “gay” não é a sua praia, saiba que o próprio James Baldwin descreveu o livro como “não exatamente sobre sexualidade, mas sobre o que acontece quando se tem medo de amar alguém, o que é muito mais interessante“. Sensacional, recomendo. (Curiosamente, o livro anterior, 4 3 2 1 do Paul Auster, menciona esse livro como uma das leituras do personagem Archie!)

Compre esse livro!

4. A Casa Dourada, por Salman Rushdie – tradução de José Rubens Siqueira
456 páginas • título original: The Golden House • Companhia das Letras

Nero Golden é um bilionário misterioso, que se muda para uma mansão no Greenwich Village em Manhattan com os três filhos adultos (e igualmente enigmáticos): Petya, Apu e D. A presença feminina na casa fica por conta da jovem russa, marcante e ambiciosa, Vasilisa Arsenyeva, que conquista o coração de Nero, tornando-se a soberana da casa. Quem narra a história é René, o vizinho cineasta que, com a desculpa de fazer um filme sobre os Golden, acaba se envolvendo intimamente nas questões mais problemáticas da família. Rushie constrói uma espécie de épico norte-americano moderno, misturando elementos mitológicos com cultura popular (especialmente referências cinematográficas, uma vez que o narrador é um jovem cineasta) e expondo as excentricidades e caprichos da bolha dos milionários nos EUA. O livro também é recheado de referências políticas atuais: começa no dia da posse de Barack Obama e acompanha a disputa política entre dois candidatos caricatos (com destaque para o “vilão” grotesco, claramente inspirado no Donald Trump). Um desses raros casos em que um autor escreve um livro sobre o momento exato em que ele está sendo escrito, com discussões super relevantes sobre política, pós-verdade e identidade de gênero, entre outros temas.

Compre esse livro!

Quais os planos de leitura de vocês para esse ano?
Confira outros títulos na Bibliolove – a biblioteca virtual do blog!

This entry was posted in livros. Bookmark the permalink.

45 Comentários

  1. Suelen Mattos disse:

    Eu não conhecia nenhum dos livros. Não são particularmente do meu estilo, mas pra quem gosta deve ser uma boa pedida. Esse último eu achei bem interessante, principalmente pelo “vilão” a la Trump, hehe!

    =)

    Suelen Mattos

  2. Só conhecia, de nome, o primeiro livro. O ano passado, aventurei, pela primeira vezes, em Ishiguro, mas confesso que não fiquei 100% rendida. Ainda assim, vou querer ler mais obras da sua autoria

    Beijinhos*

  3. Gostei das leituras que fez.
    Bom final de semana!

    Até mais, Emerson Garcia

  4. Nunca ouvi falar em nenhum desses livros, mas lendo a sinopse eles parecem ser bons!

    Iasmin Guimarães

  5. Deivy disse:

    Ai que incrível. O meu último livro de 2018 continua sendo o mesmo, preferi guardar as futuras leituras para este ano, como um refúgio da saúde mental.

  6. Adriana R. disse:

    Fiquei especialmente curiosa com os dois últimos livros! Feliz ano novo. <3

  7. Natz Sodré disse:

    Esse segundo teria tudo para ser incrível se o personagem não fosse sem graça hein, porque achei o livro em si tão interessante. E fiquei curiosa em relação ao terceiro, me interessou. Beijokas :)

  8. Joana Claro disse:

    Não conheço esses, mas adoro ler, sou mesmo viciada!

  9. Dai Castro disse:

    Eu adoro esses posts de livros lidos pois não é segredo pra ninguém eu sempre estou com um livro em mãos haha!
    Eu achei bem interessante a proposta do primeiro livro, eu ainda não tive nenhum contato com autores japoneses na literatura e acredito que tanto a história quanto o tema abordado nesse livro seja interessante para mim! Um beijo <3

  10. queria muito ler pelo menos 5 livros pelo ano todo. Vou começar com uma meta pequena para ver se consigo cumpri-la.
    Das indicações acima, adorei o livro O quarto de Giovanni :)
    Estamos de volta, depois passa lá no blog!

  11. Maiara disse:

    Não conhecia esses livros, mas parecem muito bons! Igual seu blog, acabei de conhecer e já estou seguindo.
    Sou apaixonada por leitura.
    Beijos ♥

  12. Adorei A casa dourada! O enredo parece que daria um filme/adaptação interessante também ein :)

    beeeijos e um 2019 lindo pra você Camila!

  13. r: Muito obrigada! É mesmo gratificante ler isso *-*

  14. Lulu disse:

    Adoro suas dicas de leitura
    big beijos

  15. é absolutamente incrível, querida, vale completamente a pena :)

    adorei! parecem todos bem interessantes :D

  16. Não conhecia os títulos, Camila. Mas o primeiro parece interessante demais!

    Beijo!

  17. Achei as quatro leituras bem interessantes, Ca, gostei das dicas. A adorei a novidade, parabéns, viu?! Um 2019 muito especial para você!! Um beijo

  18. Mari Dahrug disse:

    Esse primeiro parece ser incrível, já coloquei na minha wishlist. To precisando ler mais esse ano!

    Beijos
    Mari Dahrug

  19. Betty Gaeta disse:

    OI Camila,
    Adorei as indicações. Adoro Paul Auster e faz um tempinho que não leio nada dele.
    Beijos

  20. Kaila Garcia disse:

    Uma das coisas que quero mudar esse ano é a quantidade de livros que leio. Já anotei as suas dicas para poder conhecer esses livros!

  21. Taís disse:

    Você sempre indicando livros mega interessantes aqui. Fiquei muito curiosa pra ler o O Quarto de Giovanni. Espero que este ano eu consiga focar em ler mais livros, com certeza vou vir aqui nas suas indicações pra pegar referencias pq só tem coisa boa! haha
    Um feliz 2019, Cá!! <3

  22. r: Muito obrigada! Espero que consigas :)

    Beijinho grande

  23. Não conhecíamos os livros por ser bem diferente do gênero que estamos acostumadas a ler, mas achamos bem interessantes as leituras.

    beijos

  24. Eva Redson disse:

    I love reading so much! :)

    xx Eva

  25. Não conhecia nenhum livro, achei bem interessante todos

  26. Achei ambos bastante interessante. Fiquei curiosa sobre o livro o quarto de Giovani.

  27. Monique disse:

    Um artista do mundo flutuante parece ser muito interessante, sem contar que a capa é muito bonita. Já quero ler.

  28. Gábi disse:

    Humm, os dois últimos bem me interessam! Estou com tantos livros na fila mas vou colocá-los na listinha!

    Beijos,
    Gábi

  29. Anabela disse:

    Eu e os livros temos uma relação complicada.. Começo a ler e nunca mais acabo. Ou então, compro e não leio.
    Este ano, tenho que terminar os livros que comecei.. Mas gostei do primeiro que você fala, gosto de historias sobre a guerra. Conta-nos outros pormenores, outras realidades que não aprendemos na escola.
    Beijinhos

  30. fiquei curiosa com a casa dourada

  31. Váh disse:

    Camila e suas indicações maravilhosas!
    Sempre fico com vontade de ler os livros ou ver os filmes que você indica.
    Feliz ano novo, que 2019 seja incrível! ♥

  32. Sandrelly Menezes disse:

    O Gigante Enterrado de Kazuo Ishiguro também é maravilhoso! 😍

  33. manie disse:

    do ishiguro eu li ‘não me abandone jamais’, minha primeira leitura em inglês. como li há mt tempo, sinto que se tivesse lido em português teria aproveitado bem mais. aguardando uma oportunidade :) o filme é bem bonito, já viu?

    esse “4,3,2,1” me lembrou mr nobody. eu costumo gostar de narrativas que trabalham as escolhas da vida, mas se você não curtiu nenhuma das 4, a personagem deve ser chata mesmo hahahaha

    baldwin tá na minha lista há temposss! preciso dar um jeito nisso

    um abraço ♥

  34. Priih disse:

    Oi Camila, tudo bem?
    Adorei a sinopse de O Quarto de Giovanni, fiquei super curiosa.
    Beijos,

    Priih

  35. Leslie Leite disse:

    O livro da lista que eu mais achei interessante foi 4 3 2 1. Acho que a premissa do livro é algo que sempre passou pela minha cabeça, e seria legal ver isso tomando forma em base de um livro.
    Beijo

  36. nesse site disse:

    Camila e suas indicações maravilhosas!

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *