Os quatro últimos… livros

Mini-resenhas: Toda Luz Que Não Podemos Ver + Surpreendente | Blog Não Me Mande Flores

1. Toda Luz Que Não Podemos Ver, por Anthony Doerr – tradução de Maria Carmelita Dias
título original: All the light we cannot see • Intrínseca

Quando a gente acha que já leu todas as histórias possíveis sobre a Segunda Guerra, vem o Anthony Doerr e nos apresenta esse livro tão bonito, tão tocante e tão isento dos clichês que a gente já cansou de ler sobre o tema. O livro conta a história de Marie-Laure, uma menina cega que foge com o pai para Saint-Malo, durante a ocupação nazista na França. Paralelamente, conhecemos o órfão alemão Werner, tão apaixonado por rádios que torna-se um especialista em descobrir fontes de transmissão clandestinas responsáveis pela chegada dos Aliados na Normandia. A vida dos dois vai se cruzar de forma arrebatadora, enquanto tentam sobreviver aos horrores da guerra. Fiquei bem impressionada com a beleza da narrativa e nada surpresa quando descobri que o livro ganhou o Prêmio Pulitzer de ficção esse ano. Merecidíssimo!

∵ Americanas | Livraria CulturaSaraivaSubmarino ∵

2. Surpreendente!, por Maurício Gomyde
Intrínseca

Pedro é um jovem cineasta que precisa correr contra o tempo: ele decide produzir um filme surpreendente durante uma viagem de carro com seus melhores amigos (e a menina por quem ele está apaixonado), enquanto luta contra uma doença degenerativa que o deixará cego em pouco tempo. Logo de cara eu não consegui me identificar com o personagem central, que defende o que ele chama de Cinema Felicidade ~ algo como “a vida já é cheia de males, por isso o cinema não deve retratar aspectos sombrios dela“. Não poderia discordar mais. Me incomodou demais também a missão do personagem de “levar conhecimento” através dos filmes para os clientes mais “humildes” da locadora em que ele trabalhava (na periferia, claro). Achei preconceituoso e bem fora da realidade (não sabia que, só por morar na periferia, as pessoas precisavam ser apresentadas a filmes “clássicos” como A vida é bela e Sociedade dos poetas mortos). Enfim, não consegui me conectar MESMO.

∵ Americanas | Livraria CulturaSaraivaSubmarino ∵

Mini-resenhas: Quem é Você, Alasca? + Grey | Blog Não Me Mande Flores

3. Quem é Você, Alasca? : edição comemorativa, por John Green – tradução de Edmundo Barreiros
título original: Looking for Alaska – Special 10th Anniversary Edition • Intrínseca

Esse é o segundo livro do John Green que eu leio e, não sei se foi coincidência, mas achei SUPER parecido com o primeiro que li: Cidades de Papel. Ambas as histórias têm como personagens principais garotos que se encantam por meninas extraordinárias, fora do comum e, de certa forma, misteriosas e inacessíveis. Mas o que eu achei mais interessante mesmo foram os extras dessa edição comemorativa (o livro acabou de fazer 10 anos), que incluem detalhes do processo de edição do romance. O autor mostra o processo de refação de várias partes do livro, destacando as MUITAS alterações no texto antes da versão final. Bem bacana para quem pensa em escrever um livro no futuro. 

∵ Americanas | Livraria CulturaSaraivaSubmarino ∵

4. Grey, por E L James – tradução de Adalgisa Campos da Silva
Intrínseca

Pra começo de conversa, eu não tinha lido nenhum dos três livros anteriores, mas, claro, sabia resumidamente do que se tratava a história. Esse novo livro é uma espécie de versão dos fatos narrada pelo Christian Grey, empresário multimilionário e sadomasoquista que se encanta por uma estudante recatada e virgem (Tina Fey me representa). A impressão que eu tive é que todo o hype do livro foi baseado nos hábitos sexuais exóticos do personagem, mas na real o livro é sobre como esse cara frio e dominador conseguiu ser “curado” pelo amor verdadeiro. Tosco demais. 

∵ Americanas | Livraria CulturaSaraivaSubmarino ∵

Confira outros títulos na Bibliolove – a biblioteca virtual do blog!

This entry was posted in livros. Bookmark the permalink.

43 Comentários

  1. Clara disse:

    Eu fiquei com MUITA vontade de ler o primeiro livro. Porque eu gosto muito de histórias que se passam durante a segunda guerra mundial. Tenho livros e livros e pencas de documentários que fala sobre o assunto. Então eu realmente adoro pensar e ler esses tipos de livros.
    Eu acho que sou a única pessoa que não morre de amores pelo John Green… :(

  2. Adoro dicas de livros… =)
    Bjs e bom finde!!

  3. Ai, tava com vergonha de dizer que não tenho a menor vontade de ler Grey (assim como não li os outros). QUE BOM que tu tu disse que é tosco demais. hahahaha Eu não tenho vontade de ler porque esse personagem me parece um machista nojento. Pronto, falei. :x Sobre os outros, o que mais me interessou mesmo foi o primeiro. Acho que muitos autores gostam de aproveitar o cenário da Segunda Guerra pra criar histórias e normalmente fica muito bom. :)

  4. Jeans Rasgado disse:

    Fiquei tão curiosa com o primeiro livro! Já li o Quem é você, Alasca? e quando li o Cidades de Papel, achei um espelho um do outro, depois disso parei de tentar com o John Green rs.
    rasgadojeans.blogspot.com

  5. Cris disse:

    Conheço esses livros Só de nome e não li nenhum ainda. Queria ler Quem é Você, Alasca? :)
    Beijos! =**

  6. Maria Ladeira disse:

    Não li nenhum dos 3…mas também tenho lido muito pouco!
    Se escolhesse…seria o primeiro! bj

  7. Adorei a proposta do primeiro! Já doida pra ler <333

  8. Alessandra disse:

    Olá!
    Tenho o primeiro livro aqui em casa, mas ainda não o li. Quanto ao Grey eu já desisti, HAHAHA Achei mais do mesmo e nem continuei. Mas já li “Quem é Você, Alasca?” e gosto bastante, mais que “Cidades de Papel” então estou animada para ver o filme.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

  9. Lala Ismerim disse:

    Tô dooooida pra ler Toda Luz Que Não Podemos Ver. Amo livros sobre a segunda guerra, de ficção ou não. Esse vai pra minha listinha e só não compro agora pois já comprei vários livros semana passada.
    Beijo

  10. Bruna disse:

    Tenho livros de John Green, mas como todas as pessoas que gosto e acompanho na internet falam que é ruim, não tenho vontade de ler. Na boa, essa é a minha categoria favorita. Amo quando você fala de livros. <3

  11. Bessie B disse:

    Curto bastante livros que se passam ou são sobre a Segunda Guerra, fiquei bem curiosa sobre o primeiro. Meu favorito do gênero é O Leitor, já leu? Sobre Grey, nem tem o que falar né? Acho a escrita da autora muito superficial, olha que nem sou a mais profunda, mas mesmo assim não consigo gostar de nada que ela publicou não :(

  12. Clay disse:

    Tenho vontade de ler “Supreendente”, mas vejo tantas resenhas negativas =/

  13. Oi, Camila!

    Gosto de ver os seus comentários sobre livros e filmes…
    Fiquei com vontade de ler o livro número 1, gosto de ler / assistir histórias sobre a Segunda Guerra… Sempre é interessante…

    Abraços, Cris

  14. Natasha Nunes disse:

    Gente, chorei de rir com a conclusão de Grey: tosco demais, hahahaha. Eu li os dois primeiros livros de 50 Tons, mas também não curti, achei a história muito bobinha. Acho que esse é um dos raros casos em que o filme é melhor do que o livro hauhauhau.

  15. Eu li todos os livros da Saga Cinquenta Tons, porém falta o GREY (estou aceitando de presente de Natal) deixei claro para a familia toda. hahaha
    Mas não consegui assistir o filme, sempre me decepciono.. Emfim.

    Surpreendente também está na minha lista..

    Beijos

  16. Juliana disse:

    Adorei suas resenhas. Do John Green eu só li “A culpa é das estrelas” e quando pesquisei pelos outros livros, percebi que realmente ele é bem previsível. Acho que lendo 1 livro dele e lendo a sinopse dos outros, você já conhece a história kkkkkkk Talvez eu esteja sendo muito dura xD

    Beijos!

  17. Betty Gaeta disse:

    Oi Camila,
    Destes todos eu só me interessei pelo primeiro, mas vai ficar para mais para frente pois estou apaixonada pelo Haruki Murakami e lendo tudo del. No momento estou lendo Dance Dance Dance. Recomendo muito!
    Bjs

  18. Adooorei! Só coisa boa.

    Beijos ♥

    Jéssica || Fashion Jacket
    http://www.fashionjacket.com.br

  19. Tici Faria disse:

    Você desconstruiu duas ideias que eu tinha (baseadas no que eu vi o povo falando por aí). Ouvi que “Toda Luz Que Não Podemos Ver” era ruim e que “Surpreendente” era bom xD Por isso que é sempre bom ouvir opiniões diferentes! Beijos!

    Tici | http://www.feitocolibri.com

    • Camila Faria disse:

      É verdade Tici, essa coisa de resenha é algo muito relativo, né? Cada um tem uma bagagem cultural, emocional etc. e isso influencia muito nos nossos gostos pessoais. O melhor é ler e tirar suas próprias conclusões. Beijos!

  20. Gabriela Lira disse:

    HAHAHAH, tão sinceras suas opiniões, Cah, sério, não tenho vontade de ler Grey, não li nenhum livro da trilogia de 50 tons, mas pelas sinopses deles e dos livros, eu definitivamente não quero arriscar.

    Esse primeiro parece ser super amorzinho♥

  21. Natz Sodré disse:

    Eu tenho vontade de ler o primeiro Cá, minha amiga leu e achou maravilhoso, fora do clichê dos livros de guerra mesmo, muito bom! Esse segundo parece bem ruinzinho mesmo, como você descreveu, AMO o terceiro, meu segundo preferido do Green. o primeiro é Cidades de Papel, realmente, são parecidos.. E o quarto parece tosco mesmo kkkkkk não me apeteceu.. Beijokas!

  22. Quem é você alasca, eu adorei! :)

    Os outros eu nunca li, mas parecem interessantes!

    beijos,
    http://www.bocaabocablog.com

  23. Renata disse:

    amei a sua sinceridade sobre o livro Grey, serio kkkk
    Tenho vontade de ler ainda Quem e vc alasca?
    beijinhos, Re
    http://blogsonhosdeverao.com.br

  24. do John Green só li a culpa é das estrelas por motivos de: achei o filme fofissimo e quis saber mais. agora, cidades de papel achei fraquissimo o filme e nem me deu vontade de ler mais… :P

  25. Julie disse:

    Estou louca para ficar de férias e ter tempo para ler!
    Ultimamente não tenho tempo nem de respirar direito :(
    Ótimas dicas de livros,
    bjs!

  26. Flavia disse:

    Já quero ler: Toda luz que não podemos ver.
    Amooo suas dicas!!
    Beijaooo

  27. Dasty disse:

    Fiquei com muita vontade de ler o livro! Adoro histórias da Segunda Guerra Mundial e, realmente, existem bastante livros clichês sobre elas. Li Surpreendente também nesse mês e não gostei. Achei tudo forçado, o autor queria fazer um livro felizinho e ficou horrível haha

  28. Emerson disse:

    Legal ler 50 tons na perspectiva do Grey. Espero que não seja mais do mesmo.
    Boa semana!

    http://jj-jovemjornalista.blogspot.com/

  29. Tony Lucas disse:

    Oi, Camila! Tudo bem? De todos os livros que você citou, o que mais tenho vontade de ler é “Surpreendente!”. Adorei o post! :)

    Abraço

  30. Adriel disse:

    já li “quem é você, Alasca?” e adorei, apesar de às vezes ficar com raiva da Alasca. hahaha.

    da tua lista, o livro do Maurício tá na minha listinha desde quando recebi um e-mail dele me convidando pro lançamento. acompanho ele desde quando não era tão conhecido. :D

    bjs!

  31. Patricia Campos disse:

    Querida primeira vez q vejo seu blog vim por causa do planner mas adorei.
    Vi q vc gosta de livros sobre a segunda guerra, sugiro o A estrela na escuridão, é a historia do unico brasileiro sobrevivente do Holocausto. Tenho o prazer de trabalhar c ele, uma pessoa incrivel c uma linda historia.

  32. Pingback: Oito livros que ando desejando - Leuxclair

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *