Manual do Minotauro

Manual do Minotauro, Laerte - resenha do blog Não Me Mande Flores

Que maravilha poder ler todas as mais de 1500 tiras da incrível Laerte publicadas entre 2004 e 2015 de uma só vez, reunidas num belo livro. E o melhor: em formato grande o suficiente para valorizar o trabalho da artista (21 x 27 cm), sem tornar a leitura desconfortável.

Eu digo “de uma só vez” porque a minha experiência foi exatamente assim. Depois que comecei, não consegui mais parar. As tirinhas do Manual do Minotauro, são realmente impressionantes. São engraçadas, polêmicas, políticas… às vezes tudo isso ao mesmo tempo. Vivem envoltas numa aura de poesia e de liberdade, uma vez que Laerte decidiu deixar para trás as suas tão famosas personagens e, junto com elas, a necessidade de um roteiro pré-estabelecido e de uma gag final.

Mas esse também é um livro que pode ser lido aos poucos, dando o tempo necessário para cada tirinha penetrar fundo na alma e no coração.

Manual do Minotauro, Laerte - CAPITALISMO

Capitalismo

Me impressiona a capacidade da artista de brilhar em diferentes formatos e em diferentes temas, mas são as suas tiras de crítica social que mais mexem comigo. Elas são devastadoras e refletem a comicidade e o absurdo do mundo em que vivemos.

Manual do Minotauro, Laerte - GÊNERO

Gênero

“Ali pela virada do milênio senti chegar, entre insegura e ouriçada, o momento de explorar novas possibilidades. Falo da vida em geral, mas também do meu trabalho. O modo como vinha criando histórias – principalmente as tiras – me soava esgotado, como expressão pessoal. Eu queria mudar.” Laerte

Essa mudança na vida da Laerte se deu de forma realmente universal. Além dessa transformação na sua maneira de trabalhar as tiras, em 2010 a artista passou a se identificar como mulher transgênero.

Manual do Minotauro, Laerte - NORMALIDADE

Normalidade

O livro está realmente muito bonito. Não é uma leitura super leve: tratar de questões humanas não é um exercício fácil, uma vez que a abordagem tende a ser dolorida (e, por vezes, até pessimista). Mas o mergulho vale MUITO a pena.

Para quem tiver interesse na Laerte, para além das tiras, recomendo também assistir esse bate-papo da artista com a autora e historiadora Lilia Moritz Schwarcz, em que elas conversam sobre o projeto do livro e outros assuntos relevantes/interessantes.

Manual do Minotauro, por Laerte
416 páginas • Quadrinhos na Cia.

Compre esse livro!

Confira outros títulos na Bibliolove – a biblioteca virtual do blog!

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

36 Comentários

  1. Que incrível o livro, a capa é bonita, depois de ler um pouco aqui, fiquei mega curiosa pra ler o livro também, uma ótima indicação, bjs.

  2. Bruna Both says:

    Amei o livro 😍😍 Os quadrinhos (junto com o horóscopo) era sempre o que eu mais gostava em jornais. Que delícia deve ser perder horas só vendo isso…
    Tua indicação foi perfeita!

  3. A capa do livro é incrível. Eu lembro que eu amava jornais, mas era para ler os quadrinhos.
    Muito boa essas tirinhas do post.
    Bjus!

  4. Laerte sempre foi um grande cartunista, eu via sempre as tirinhas nos jornais.
    big beijos

  5. Marly says:

    Olá, Camila,

    Que postagem apropriada ao momento que vivemos! Estive pensando, recentemente, que as coisas que se combinam e contribuem para formar as concepções que temos muitas vezes passam pelas artes e até mesmo por quadrinhos, como estes da Laerte.

    Beijo e bom fim de semana

  6. Nossa, que nostalgia! Tem muito tempo que não via as tirinhas do Laerte e saber que tem um livro reunindo todas elas, é mesmo um achado. Adorei! Ele tem uma forma única de fazer as críticas, que acabam sendo lúdicas e profundas ao mesmo tempo.
    Bjks!

  7. Paloma says:

    Muito bom esse “tem outra normalidade” tambem queria hihi. Como sempre não conhecia sobre a autora, e é sempre assim do pouco que conheço sobre livros e historias vejo no seu blog hihi. Adorei

  8. Citu says:

    Parece un hermoso libro. Te mando un beso.

  9. Um livro imperdível.
    Um abraço e bom fim-de-semana.

  10. Thais Terra says:

    Não conhecia esse livro, mas adorei! Já coloquei na minha listinha de desejos na amazon e assim que der vou comprar para mim. Ótima dica!

    Beijoos ;*

  11. Vanessa says:

    Olá!
    Amei ver que tem muitas tirinhas nesse livro enorme, gostei porque dá para ler rápido e ao mesmo tempo tem uma forma de interação visual maravilhosa.
    Beijos.

  12. Claudia Hi says:

    Adorei as tirinhas! São muito inteligentes e tem um sarcasmo bem legal. Fora que faz a gente questionar sobre muitos assuntos relevantes.

  13. Oi!
    Laerte é uma das maiores símbolos das tirinhas políticas né? Não fazia ideia que existia uma coletânea tão completa do trabalho!

    Beijão

  14. S says:

    Sounds cool and fun!
    I’d love to read it too!
    XO
    S

  15. Leyanne says:

    Oie, não conhecia, mas fiquei com vontade de conhecer. Parece uma boa leitura apesar de um pouco pesada.

    Bjs

  16. Maria says:

    Parece ser um livro muito interessante, não conhecia, obrigado pela partilha.
    Bom fim de semana
    Beijinhos

  17. Oie!
    Não conhecia o livro, mas também não sou muito antenada em tirinhas… Acho que só lia Mafalda e Turma da Mônica nesse estilo mesmo! rs
    beeeijos

  18. Kinga says:

    I want to check it soon ♥

  19. Olá, Camila.
    Eu não tenho o hábito de ler tirinhas, mas achei esse compilado muito interessante. Acho que as críticas presentes nos fazem pensar e mudar nossa visão sobre vários assuntos.

  20. Oi
    não conhecia essas tirinhas, antes eu tinha o habito de acessar dois sites e ler tirinhas, mas faz anos que não faço isso.

  21. Eu nunca tinha ouvido falar dessa artista, mas tem um trabalho soberbo, conseguir condençar assuntos tão complexos numa tirinha de BD é um trabalho muito difícil!
    xoxo

    marisasclosetblog.com

  22. Luma Rosa says:

    Oi, Camila!
    Lembro que antes de assumir ser transgênero, adotou o crossdressing. Suas tirinhas sempre refletiram o momento atual, além dos roteiros para a TV. Vale a pena assistir o doc. Laerte-se! Esse livro é para deixar em um local para ser visitado sempre depois de tê-lo lido
    Beijus

  23. Helaina says:

    Oi Camila, não sabia que tinha um livro com as tirinhas da Laerte. Adorei saber! Das que você selecionou essa da normalidade foi a que mais me representou!

    Beijos;
    Mente Hipercriativa & Universo Invisível

  24. Isabel Sá says:

    Vou guardar a sugestão.

  25. Monique says:

    Que interessante. Com certeza deve ter umas cutucadas em algumas tirinhas. Mas gosto desse tipo de livro para nos fazer refletir sobre várias coisas do nosso cotidiano.

  26. Julie says:

    Laerte é genial! Acho que é bem importante a gente ter artista mulher trans que mostre e fale dos assuntos que ela fala né? Já coloquei na minha wishlist, logo mais adquiro.
    Amei o post, Cami <3
    Bjs ;)

  27. Teresa Silva says:

    Adorei o conceito da obra!
    Obrigada por partilhares!

    Bjxxx

  28. Tay Ribeiro says:

    Amei as tirinhas. Esse livro parece ser incrível e reunir tanto conteúdo com criticas pertinentes no atual cenário brasileiro e uma ótima pedida para dar de presente e ver se surte efeito em algumas pessoas rs
    beijos

  29. Sei que as tirinhas da Laerte são mais do que necessárias, e que precisa estar preparado não só para rir, mas também para refletir sobre assuntos sérios que ela aborda.
    Gostei do livro que engloba num lugar só tantos anos de trabalho dela, muito bom!

    Beijos

  30. Váh says:

    Que livro legal, eu adoro tirinhas!! E ainda mais quando são engraçadas, polêmicas ou políticas. Eu tenho uma alma punk, então gosto muito de coisas nessa pegada.
    Bem legal!

  31. Maíra says:

    Eu não conhecia as tirinhas, talvez eu vi em algum lugar, mas não me recordo! MAS Nossa eu realmenteee achei incrível essas críticas sociais, é um tapa na caraaa né?!
    o livro deve ser aquele livro que a gente lê, reflete por dias, e depois lê de novo!

    uma ótima indicação, como sempre <3

  32. Emerson says:

    Trabalho fabuloso. Adorei as tirinhas!

    Boa semana!

    Até mais, Emerson Garcia

Deixe um Comentário sobre Tay Ribeiro Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *