Os quatro últimos… livros

Mini-resenhas: Toda Luz Que Não Podemos Ver + Surpreendente | Blog Não Me Mande Flores

1. Toda Luz Que Não Podemos Ver, por Anthony Doerr – tradução de Maria Carmelita Dias
título original: All the light we cannot see • Intrínseca

Quando a gente acha que já leu todas as histórias possíveis sobre a Segunda Guerra, vem o Anthony Doerr e nos apresenta esse livro tão bonito, tão tocante e tão isento dos clichês que a gente já cansou de ler sobre o tema. O livro conta a história de Marie-Laure, uma menina cega que foge com o pai para Saint-Malo, durante a ocupação nazista na França. Paralelamente, conhecemos o órfão alemão Werner, tão apaixonado por rádios que torna-se um especialista em descobrir fontes de transmissão clandestinas responsáveis pela chegada dos Aliados na Normandia. A vida dos dois vai se cruzar de forma arrebatadora, enquanto tentam sobreviver aos horrores da guerra. Fiquei bem impressionada com a beleza da narrativa e nada surpresa quando descobri que o livro ganhou o Prêmio Pulitzer de ficção esse ano. Merecidíssimo!

∵ Americanas | Livraria CulturaSaraivaSubmarino ∵

2. Surpreendente!, por Maurício Gomyde
Intrínseca

Pedro é um jovem cineasta que precisa correr contra o tempo: ele decide produzir um filme surpreendente durante uma viagem de carro com seus melhores amigos (e a menina por quem ele está apaixonado), enquanto luta contra uma doença degenerativa que o deixará cego em pouco tempo. Logo de cara eu não consegui me identificar com o personagem central, que defende o que ele chama de Cinema Felicidade ~ algo como “a vida já é cheia de males, por isso o cinema não deve retratar aspectos sombrios dela“. Não poderia discordar mais. Me incomodou demais também a missão do personagem de “levar conhecimento” através dos filmes para os clientes mais “humildes” da locadora em que ele trabalhava (na periferia, claro). Achei preconceituoso e bem fora da realidade (não sabia que, só por morar na periferia, as pessoas precisavam ser apresentadas a filmes “clássicos” como A vida é bela e Sociedade dos poetas mortos). Enfim, não consegui me conectar MESMO.

∵ Americanas | Livraria CulturaSaraivaSubmarino ∵

Mini-resenhas: Quem é Você, Alasca? + Grey | Blog Não Me Mande Flores

3. Quem é Você, Alasca? : edição comemorativa, por John Green – tradução de Edmundo Barreiros
título original: Looking for Alaska – Special 10th Anniversary Edition • Intrínseca

Esse é o segundo livro do John Green que eu leio e, não sei se foi coincidência, mas achei SUPER parecido com o primeiro que li: Cidades de Papel. Ambas as histórias têm como personagens principais garotos que se encantam por meninas extraordinárias, fora do comum e, de certa forma, misteriosas e inacessíveis. Mas o que eu achei mais interessante mesmo foram os extras dessa edição comemorativa (o livro acabou de fazer 10 anos), que incluem detalhes do processo de edição do romance. O autor mostra o processo de refação de várias partes do livro, destacando as MUITAS alterações no texto antes da versão final. Bem bacana para quem pensa em escrever um livro no futuro. 

∵ Americanas | Livraria CulturaSaraivaSubmarino ∵

4. Grey, por E L James – tradução de Adalgisa Campos da Silva
Intrínseca

Pra começo de conversa, eu não tinha lido nenhum dos três livros anteriores, mas, claro, sabia resumidamente do que se tratava a história. Esse novo livro é uma espécie de versão dos fatos narrada pelo Christian Grey, empresário multimilionário e sadomasoquista que se encanta por uma estudante recatada e virgem (Tina Fey me representa). A impressão que eu tive é que todo o hype do livro foi baseado nos hábitos sexuais exóticos do personagem, mas na real o livro é sobre como esse cara frio e dominador conseguiu ser “curado” pelo amor verdadeiro. Tosco demais. 

∵ Americanas | Livraria CulturaSaraivaSubmarino ∵

Confira outros títulos na Bibliolove – a biblioteca virtual do blog!

This entry was posted in livros. Bookmark the permalink.

43 Comentários

  1. Clara says:

    Eu fiquei com MUITA vontade de ler o primeiro livro. Porque eu gosto muito de histórias que se passam durante a segunda guerra mundial. Tenho livros e livros e pencas de documentários que fala sobre o assunto. Então eu realmente adoro pensar e ler esses tipos de livros.
    Eu acho que sou a única pessoa que não morre de amores pelo John Green… :(

  2. Adoro dicas de livros… =)
    Bjs e bom finde!!

  3. Ai, tava com vergonha de dizer que não tenho a menor vontade de ler Grey (assim como não li os outros). QUE BOM que tu tu disse que é tosco demais. hahahaha Eu não tenho vontade de ler porque esse personagem me parece um machista nojento. Pronto, falei. :x Sobre os outros, o que mais me interessou mesmo foi o primeiro. Acho que muitos autores gostam de aproveitar o cenário da Segunda Guerra pra criar histórias e normalmente fica muito bom. :)

  4. Jeans Rasgado says:

    Fiquei tão curiosa com o primeiro livro! Já li o Quem é você, Alasca? e quando li o Cidades de Papel, achei um espelho um do outro, depois disso parei de tentar com o John Green rs.
    rasgadojeans.blogspot.com

  5. Cris says:

    Conheço esses livros Só de nome e não li nenhum ainda. Queria ler Quem é Você, Alasca? :)
    Beijos! =**

  6. Não li nenhum dos 3…mas também tenho lido muito pouco!
    Se escolhesse…seria o primeiro! bj

  7. Adorei a proposta do primeiro! Já doida pra ler <333

  8. Alessandra says:

    Olá!
    Tenho o primeiro livro aqui em casa, mas ainda não o li. Quanto ao Grey eu já desisti, HAHAHA Achei mais do mesmo e nem continuei. Mas já li “Quem é Você, Alasca?” e gosto bastante, mais que “Cidades de Papel” então estou animada para ver o filme.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

  9. Lala Ismerim says:

    Tô dooooida pra ler Toda Luz Que Não Podemos Ver. Amo livros sobre a segunda guerra, de ficção ou não. Esse vai pra minha listinha e só não compro agora pois já comprei vários livros semana passada.
    Beijo

  10. Bruna says:

    Tenho livros de John Green, mas como todas as pessoas que gosto e acompanho na internet falam que é ruim, não tenho vontade de ler. Na boa, essa é a minha categoria favorita. Amo quando você fala de livros. <3

  11. Bessie B says:

    Curto bastante livros que se passam ou são sobre a Segunda Guerra, fiquei bem curiosa sobre o primeiro. Meu favorito do gênero é O Leitor, já leu? Sobre Grey, nem tem o que falar né? Acho a escrita da autora muito superficial, olha que nem sou a mais profunda, mas mesmo assim não consigo gostar de nada que ela publicou não :(

  12. Clay says:

    Tenho vontade de ler “Supreendente”, mas vejo tantas resenhas negativas =/

  13. Oi, Camila!

    Gosto de ver os seus comentários sobre livros e filmes…
    Fiquei com vontade de ler o livro número 1, gosto de ler / assistir histórias sobre a Segunda Guerra… Sempre é interessante…

    Abraços, Cris

  14. Gente, chorei de rir com a conclusão de Grey: tosco demais, hahahaha. Eu li os dois primeiros livros de 50 Tons, mas também não curti, achei a história muito bobinha. Acho que esse é um dos raros casos em que o filme é melhor do que o livro hauhauhau.

  15. Eu li todos os livros da Saga Cinquenta Tons, porém falta o GREY (estou aceitando de presente de Natal) deixei claro para a familia toda. hahaha
    Mas não consegui assistir o filme, sempre me decepciono.. Emfim.

    Surpreendente também está na minha lista..

    Beijos

  16. Juliana says:

    Adorei suas resenhas. Do John Green eu só li “A culpa é das estrelas” e quando pesquisei pelos outros livros, percebi que realmente ele é bem previsível. Acho que lendo 1 livro dele e lendo a sinopse dos outros, você já conhece a história kkkkkkk Talvez eu esteja sendo muito dura xD

    Beijos!

  17. Betty Gaeta says:

    Oi Camila,
    Destes todos eu só me interessei pelo primeiro, mas vai ficar para mais para frente pois estou apaixonada pelo Haruki Murakami e lendo tudo del. No momento estou lendo Dance Dance Dance. Recomendo muito!
    Bjs

  18. Adooorei! Só coisa boa.

    Beijos ♥

    Jéssica || Fashion Jacket
    http://www.fashionjacket.com.br

  19. Tici Faria says:

    Você desconstruiu duas ideias que eu tinha (baseadas no que eu vi o povo falando por aí). Ouvi que “Toda Luz Que Não Podemos Ver” era ruim e que “Surpreendente” era bom xD Por isso que é sempre bom ouvir opiniões diferentes! Beijos!

    Tici | http://www.feitocolibri.com

    • Camila Faria says:

      É verdade Tici, essa coisa de resenha é algo muito relativo, né? Cada um tem uma bagagem cultural, emocional etc. e isso influencia muito nos nossos gostos pessoais. O melhor é ler e tirar suas próprias conclusões. Beijos!

  20. HAHAHAH, tão sinceras suas opiniões, Cah, sério, não tenho vontade de ler Grey, não li nenhum livro da trilogia de 50 tons, mas pelas sinopses deles e dos livros, eu definitivamente não quero arriscar.

    Esse primeiro parece ser super amorzinho♥

  21. Natz Sodré says:

    Eu tenho vontade de ler o primeiro Cá, minha amiga leu e achou maravilhoso, fora do clichê dos livros de guerra mesmo, muito bom! Esse segundo parece bem ruinzinho mesmo, como você descreveu, AMO o terceiro, meu segundo preferido do Green. o primeiro é Cidades de Papel, realmente, são parecidos.. E o quarto parece tosco mesmo kkkkkk não me apeteceu.. Beijokas!

  22. Quem é você alasca, eu adorei! :)

    Os outros eu nunca li, mas parecem interessantes!

    beijos,
    http://www.bocaabocablog.com

  23. Renata says:

    amei a sua sinceridade sobre o livro Grey, serio kkkk
    Tenho vontade de ler ainda Quem e vc alasca?
    beijinhos, Re
    http://blogsonhosdeverao.com.br

  24. do John Green só li a culpa é das estrelas por motivos de: achei o filme fofissimo e quis saber mais. agora, cidades de papel achei fraquissimo o filme e nem me deu vontade de ler mais… :P

  25. Julie says:

    Estou louca para ficar de férias e ter tempo para ler!
    Ultimamente não tenho tempo nem de respirar direito :(
    Ótimas dicas de livros,
    bjs!

  26. Flavia says:

    Já quero ler: Toda luz que não podemos ver.
    Amooo suas dicas!!
    Beijaooo

  27. Dasty says:

    Fiquei com muita vontade de ler o livro! Adoro histórias da Segunda Guerra Mundial e, realmente, existem bastante livros clichês sobre elas. Li Surpreendente também nesse mês e não gostei. Achei tudo forçado, o autor queria fazer um livro felizinho e ficou horrível haha

  28. Emerson says:

    Legal ler 50 tons na perspectiva do Grey. Espero que não seja mais do mesmo.
    Boa semana!

    http://jj-jovemjornalista.blogspot.com/

  29. Tony Lucas says:

    Oi, Camila! Tudo bem? De todos os livros que você citou, o que mais tenho vontade de ler é “Surpreendente!”. Adorei o post! :)

    Abraço

  30. Adriel says:

    já li “quem é você, Alasca?” e adorei, apesar de às vezes ficar com raiva da Alasca. hahaha.

    da tua lista, o livro do Maurício tá na minha listinha desde quando recebi um e-mail dele me convidando pro lançamento. acompanho ele desde quando não era tão conhecido. :D

    bjs!

  31. Patricia Campos says:

    Querida primeira vez q vejo seu blog vim por causa do planner mas adorei.
    Vi q vc gosta de livros sobre a segunda guerra, sugiro o A estrela na escuridão, é a historia do unico brasileiro sobrevivente do Holocausto. Tenho o prazer de trabalhar c ele, uma pessoa incrivel c uma linda historia.

  32. […] amigas blogueiras indicaram e que imediatamente eu fiquei com muita vontade de ler, dona Camila do Não me mande flores que é a culpada disso. O livro se passa durante a Segunda Guerra Mundial (época que me interessa […]

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *