Os quatro últimos… livros

Mini-resenhas dos livros: Uma Tristeza Infinita e Luz em Agosto | Não Me Mande Flores

1. Uma Tristeza Infinita, por Antônio Xerxenesky
256 páginas • Companhia das Letras

Nicolas é um jovem psiquiatra francês que se muda para uma minúscula e isolada vila na Suíça após o término da Segunda Guerra Mundial. É através das conversas com seus pacientes, a maioria lidando com traumas do pós-guerra, que ele vai se dando conta das próprias feridas ~ e da real possibilidade de estar pessoalmente afetado pelos distúrbios que julga não ser mais capaz de tratar nos seus pacientes. Paralelamente, o romance lida com o contraponto entre a ciência e o poder da psicanálise: as primeiras drogas contra a depressão (e outras doenças psíquicas) estão surgindo, mas Nicolas é reticente, não acredita que um remédio seria capaz de curar os transtornos da mente. As discussões sobre os traumas deixados pelo fascismo, sobre a tal tristeza infinita que não reconhece fronteiras, são absolutamente fascinantes e me atingiram em cheio como leitora, 70 anos depois, fragilizada pelos mesmos fantasmas do autoritarismo e da violência. Um livro introspectivo e riquíssimo, de temas e referências. Gostei muito.

Compre esse livro!

2. Luz em Agosto, por William Faulkner – tradução de Celso Mauro Paciornik
472 páginas • título original: Light in AugustCompanhia das Letras

As histórias de dois personagens trágicos e fortes (cada um a sua maneira) se cruzam nessa narrativa ambientada no sul dos Estados Unidos, na década de 30. Lena Grove é uma jovem grávida, que percorre o país sozinha e a pé em busca do pai da criança, que prometeu buscá-la quando se estabelecesse numa nova cidade, mas nunca deu notícias. Joe Christmas é um homem que se passa por branco aos olhos da sociedade, mas que desconfia ter origem negra. Um homem que frequentemente usa a violência para fugir de seus conflitos internos, especialmente contra as pessoas que tentam mudá-lo. Fiquei impressionadíssima com a construção dos personagens nesse livro icônico do Faulkner. A gente vai desvendando os detalhes das vidas de cada personagem, num primeiro momento, pelo que os outros tem a dizer sobre eles ~ mas descobre ao longo da narrativa que as aparências escondem preconceitos e ódios, que nada é tão simples quanto parece ser. O passado tem um peso quase real, que mantêm todos presos a antigos traumas, em rumo a uma decadência que parece inevitável. Paradoxalmente, o livro tem uma aura de poesia e de esperança ~ e o final divide opiniões: alguns enxergam redenção, enquanto outros identificam uma certa dose de ironia e as cicatrizes imutáveis dos conflitos raciais e sociais.

Compre esse livro!

Mini-resenhas dos livros: Ney Matogrosso - A Biografia e Senhor das Moscas | Não Me Mande Flores

3. Ney Matogrosso – A Biografia, por Julio Maria
512 páginas • Companhia das Letras

Eu já era fã do Ney Matogrosso, por todo o seu talento e pela sua ousadia, mesmo antes de conhecer a fundo a sua história e a sua trajetória como artista. Posso dizer que, depois de ler essa biografia admiro-o ainda mais. Escrita de maneira terna e eloquente pelo repórter e crítico de música Julio Maria, o texto flui de maneira prazerosa, mesmo quando entra em detalhes técnicos de shows e de escolha de repertório (o que pode ser repetitivo e, consequentemente, cansativo, se feito de maneira mecânica). Por não acompanhar de perto a carreira de Ney, desconhecia fatos incríveis e admiráveis, como sua passagem pelo teatro na juventude e seu sucesso na direção de shows icônicos da história do rock nacional: ‘Rádio Pirata’ do RPM em 1986 e a última turnê de Cazuza ‘O Tempo não Para’ em 1988. Uma biografia incompleta, é claro. Ney completou 80 anos em agosto de 2021 e, tenho certeza, ainda tem muito o que conquistar e mostrar ao mundo.

Compre esse livro!

4. Senhor das Moscas, por William Golding – tradução de Sergio Flaksman
216 páginas • título original: Lord of the flies • Alfaguara

Durante uma guerra nuclear um grupo de garotos britânicos que estava sendo evacuado para um local desconhecido fica preso numa ilha, após um desastre de avião. Com idades entre 6 e 12 anos, os meninos elegem um líder e tentam estabelecer regras, mas o ambiente isolado, não civilizado e sem supervisão acaba se tornando palco de uma disputa pelo poder que tem tudo para terminar em tragédia. Considerado um dos romances essenciais da literatura mundial, de alguma forma o livro tinha ficado fora do meu radar por todos esses anos. Não me entendam mal, eu SUPER entendi como a narrativa explora o lado sombrio da humanidade, o abandono dos valores da civilização, a escalada da violência etc., MAS achei a história um pouquinho arrastada e maçante, especialmente o meio. Também estranhei a escolha do autor por retratar apenas meninos e, depois de uma breve pesquisa, descobri que ele já havia se manifestado a respeito (claro): disse que “as mulheres são muito superiores aos homens e sempre foram” (aham), mas que “uma coisa que você não pode fazer é transformar um grupo de meninas numa espécie de imagem da civilização, da sociedade (oi? porque não? não foi exatamente isso que você fez com um grupo de meninos?). Também me incomodou o fato de que a única menção a algo feminino é quando o personagem Jack diz que os meninos pequenos “não caçam, não constroem nem ajudam em nada, são só um monte de mulherzinhas choronas“. Enfim, sexism alert. Eu adoro um livro clássico, mas acho importante ler com uma certa dose de reserva e atenção, lembrando que, sim, os tempos eram outros (o livro foi lançado pela primeira vez em 1954), mas a gente não precisa fingir que não viu quando algo nos deixa desconfortável.

Compre esse livro!

O que vocês têm lido de bom ultimamente?
Confira outros títulos na Bibliolove – a biblioteca virtual do blog!

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

52 Comentários

  1. Acredito que sejam todos livros com uma narrativa muito interessante de ler
    .
    Deixando votos de uma Páscoa muito Feliz, extensivos à sua família, e mais pessoas, que estejam em seu coração.

  2. Monique says:

    Já me comentaram muito sobre senhor das moscas. Quem sabe vou ler uma hora.

  3. Todos os livros tem temas bem interessantes. O livro uma tristeza infinita me chamou a atenção pelo tema da depressão e da psicanálise. Gostei de saber que tem uma biografia do Ney Matogrosso. Eu gosto de ler biografias de pessoas famosas porque sempre tem algo novo que a gente descobre sobre os artistas.
    Feliz Páscoa.
    Bjus!

  4. Marly says:

    Quanta leitura interessante! Dos quatro livros eu li apenas o Senhor das Moscas, do William Golding. Mas, depois dessas resenhas, fiquei interessada nos outros três, rsrs.

    Beijo e boa Páscoa!

  5. Vanessa says:

    Olá!
    Eu não conhecia nenhum desses livros. Amei conhecer e saber que foi interessante a leitura.
    Fiquei curiosa com um.
    Beijos.

  6. Citu says:

    Gracias por las reseñas parece libros muy interesantes. Te mando un beso, Me lo llevo anotado.

  7. Thais Terra says:

    Arrasou muito nessas leituras! Fiquei super interessada por tudo o que leu e já até anotei para ler em breve.

    Beijoos ;*

  8. Desses, eu já li Lord of the Flies & Luz em Agosto, os outros dois não conheço. Vou dar uma procurada por aqui :)

    Beijinhos

  9. Cristina says:

    Gostaria de ler a biografia de Ney Matogrosso. Neste momento estou a ler As Vozes no Vento de Evelyn Anthony.
    Boa Páscoa

  10. Oi
    desses o único nome que reconheci foi senhor das moscas que eu já vi comentarem em algum filme.
    Gostei da sinopse desse Luz em agosto.

  11. Priih says:

    Oi Camila, tudo bem?
    Peguei Senhor das Moscas no NetGalley e tô me enrolando pra começar, dei uma desanimada agora com o sexismo e com a enrolação do desenrolar dos fatos. :(
    Beijos,

    Priih

    • Camila Faria says:

      Não desanima não Priih. É um clássico e uma leitura super curtinha, acho que vale a pena ler, até para conhecer e refletir sobre essa problemática. Beijos :)

  12. Lulu says:

    Que livros incríveis Camila. Eu adoraria ler a biografia do Ney Matogrosso. Ele é um artista fantástico.
    Feliz Páscoa.
    Big Beijos

  13. Isabel Sá says:

    Vou guardar as sugestões!

  14. Váh says:

    Gostei muitoo dos dois primeiros livros, parecem histórias fortes e bem dramáticas!
    Ótimo saber mais destes livros :)

  15. Oi Camila, ótimas dicas de livros. Estou doida para ler o livro do Ney Matogrosso. Vou comprar agora mesmo.
    beijos
    Chris

  16. Pamela says:

    Eu não gosto de ler biografias, mas fiquei interessada nos outros livros.
    Beijos!

  17. Teresa Silva says:

    Parecem ser boas leituras, fiquei particularmente curiosa com o último!

    Bjxxx

  18. Carol Daixum says:

    Cams, adoro quando compartilha suas leituras. ♥

    Eu ainda não li nenhum desses, mas acho que embarcaria no universo do Ney. É tão bom ler histórias que a gente nem imagina, né? E em relação ao último lido, concordo totalmente com você. Os tempos eram outros, mas é sempre válido pontuar o que nos incomoda. :) E eu ando lendo mistério e, claro, chick lit. ^^

    Beijos, Carol

  19. maggie says:

    fiquei curiosa com o senhor das moscas

  20. Ane says:

    Eu gostei das dicas de leitura, principalmente do primeiro livro “Uma tristeza infinita.” Estou lendo “O corvo e outros contos extraordinários” de Edgar Alan Poe, estou gostando, é no mínimo diferente do que estou acostumada a ler.
    Ane😊😘

  21. Oi Camila! Acho que não apareço por aqui faz um tempo… Espero que você e sua família estejam bem.
    Sobre o post, o livro que mais despertou meu interesse foi “Uma Tristeza Infinita”, então aproveitei para colocar na minha lista, mas confesso que por aqui está difícil seguir com a velha rotina de leituras…
    Beijo enorme ❤

  22. Bem interessantes os livros.

    Beijos

  23. Thay says:

    Só livrão!!
    Amei as dicas, fiquei curiosa pelo segundo ;)

    Beijinhos 😘
    Thay

  24. Nana says:

    Olá,
    Quanta dicas deliciosa! Eu não conhecia esse Luz em Agosto – só o autor mesmo, por nome – e fiquei bem curiosa, adoro leituras mais reflexivas. Apesar de sentir que irá me revoltar em alguns momentos.
    Essa desculpa do autor de Senhor das Moscas foi meio esfarrapada… nem imaginava q o livro tinha dessas, mas chato que tenho vontade de conhecer. haha

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    • Camila Faria says:

      Oi Nana, até acho que vale a pena conhecer, por ser um clássico, mas com essas ressalvas. Estou lendo outro livro dele agora, vamos ver no que vai dar. :)

  25. Não conhecia nenhum, obrigada pela partilha! :)

  26. Oi Camila,
    Fiquei interessada em ler “Luz em Agosto” é o tipo de livro que gosto de ler e me aprofundar. Atualmente estou lendo Dorian Gray, masssss não tô curtindo tanto hehehhe. Logo trago ele pro blog e explico melhor.
    Bjos
    Kelen Vasconcelos

    • Camila Faria says:

      Oi Kelen, vou esperar a sua resenha no blog. Eu li ‘O Retrato de Dorian Gray’ há muito tempo e me lembro de ter gostado bastante. Bjos

  27. Emerson says:

    Bem interessantes esse títulos. Gostei de ver.

    Boa semana!

    Até mais, Emerson Garcia

  28. Leyanne says:

    Oie, que leituras curiosas! Tenho vontade de conhecer a maioria.

    Bjs

  29. Camila boas indicações de livros, os títulos são incríveis, confesso que fiquei curiosa pelos livros, bjs.

  30. Lucinalva says:

    Olá Camila
    Não conhecia os livros, a leitura enriquece a vida. Estou lendo “Pense” de John Piper. Obrigada pelas felicitações no meu blog, bjs querida.

  31. Ana Castilho says:

    Confesso que não conhecia nenhum…
    Um beijinho

  32. Brenda says:

    Oii Cami

    Arrasou muito nas leituras! Comprei o senhor das moscas no ano passado mas ainda não li, quero tentar ler ainda esse ano, espero gostar :)

    Beijos

  33. Felipe says:

    Oie, tudo bem?
    Ainda não li nenhum dos citados, mas gostei das dicas!

  34. Livros muito interessantes.
    Um abraço e tenha um bom fim-de-semana.

  35. Malindha says:

    Buen post! Feliz fin de semana

  36. Tay Ribeiro says:

    Amei as leituras, fiquei bem curiosa pelos dois primeiros. Parecem ser bem interessantes. O senhor das moscas está na minha lista faz tempo, mas estou esperando esquecer alguns pontos que peguei do livro para conseguir aproveitar a leitura
    beijos

  37. Lady Sybylla says:

    Tenho muita curiosidade de ler William Faulkner, porém sempre vi comentários dizendo que os livros não são dos mais fáceis. Um dia vai!

    • Camila Faria says:

      Não achei uma leitura difícil Sybylla, mas os temas do livro são bem pesados. Já ouvi dizer isso de ‘O Som e a Fúria’, que quero muito ler no futuro.

  38. A capa de Senhor das Moscas me chamou atenção (não conhecia a publicação), porém depois de ler sua pequena consideração não sei se leria. E se fosse ler que eu apagasse a parte de que não há mulheres na obra, mesmo considerando a época de sua publicação. Existem certas coisas que não dá para engolir.

  39. Bruna Both says:

    Quando vejo posts assim, vejo que preciso sair um pouco mais da minha bolha… tanto livro bacana pra ler!

    Adorei o post!
    Abraços

  40. Wanessa says:

    Uma tristeza infinita é um livro que me agrada bastante, gostei da história.
    Vc sempre com boas indicações e a maioria não conheço, mas adorei a lista.
    Tenho lido 101 reflexões que vão fazer você pensar melhor, é um livro que aprofunda em autoconhecimento.
    bjs

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *