Feliz Natal e um 2018 bem GOOD VIBES!

Peace Sign - The Indigo Bunting

Se tem uma coisa que tá todo mundo precisando nesse final de ano é: um caminhão de GOOD VIBES. E é isso que eu desejo para todos vocês (seus lindos!), que enchem o meu coração de amor a cada visita e comentário carinhoso no blog. Obrigada por serem tão especiais e por me incentivarem a continuar. :)

Boas festas e pode chegar 2018! \o/

Não se esqueçam de baixar os seus Planners NMMF 2018, para começar o ano com o pé direito.

∴ info ∴
Ilustração do The Indigo Bunting, via Paperless Post.

|

Imagine | John Lennon & Jean Jullien

Imagine | livro infanto juvenil, por John Lennon e Jean Jullien

Todo mundo conhece a canção Imagine, composta no comecinho dos anos 70 por John Lennon e sua esposa Yoko Ono, cuja letra virou um hino de tolerância, igualdade e paz. A música é mesmo linda e universal. Fala de um mundo melhor, sem guerras e compartilhado igualmente por todos. Já assistiram o clipe da música, totalmente conceitual? :)

O livro Imagine é a adaptação ilustrada da canção, com ilustrações lindíssimas do artista francês Jean Jullien (que já apareceu aqui no blog com a sua parceria incrível com a Stereo Vinyls). Mostra a jornada de uma pombinha compartilhando mensagens de paz com pássaros de todas as espécies. 

Imagine | livro infanto juvenil, por John Lennon e Jean Jullien

O livro teve lançamento simultâneo em 15 idiomas no dia 21 de setembro, Dia Internacional da Paz e foi publicado em parceria com a Anistia Internacional, entidade escolhida para receber os direitos autorais da obra. A edição brasileira conta com a participação da poetisa brasileira Marina Colasanti, que traduziu a obra como parte das celebrações de seu aniversário de 80 anos. 

O prefácio do livro, assinado pela Yoko Ono, também traz uma mensagem ~ urgente e necessária, na minha opinião ~ de paz e fraternidade. Sem dúvida um presente delicado e bonito para crianças e adultos de todas as idades (o Natal taí na esquina, né gente?). 

Mais informações sobre o livro no site da V&R Editoras ou no hotsite de Imagine.


Imagine, por John Lennon e ilustrado por Jean Jullien – tradução de Marina Colasanti
32 páginas • V&R Editoras

∵ Amazon | Americanas | Livraria Cultura | Livraria da Folha | Travessa ∵

Confira outros títulos na Bibliolove – a biblioteca virtual do blog!

|

Os quatro últimos… filmes

Mini-resenhas: Depois Daquela Montanha e Deserto | Não Me Mande Flores

Depois Daquela Montanha (The Mountain Between Us, dir. Hany Abu-Assad, 2017)

Isolados numa montanha gelada após um acidente aéreo, dois estranhos precisam unir forças para sobreviver. Quando percebem que a ajuda não está chegando, decidem se arriscar numa jornada a pé pela neve. Eu me senti enganada, uma vez que o filme está sendo vendido como uma “jornada de sobrevivência na neve” MAS, na verdade, apenas usa esse cenário como pano de fundo para um romance bem previsível e sem graça. O “casal” magicamente supera todas as adversidades sem muito esforço e nada parece afetá-los: caminham com neve até a cintura com costelas quebradas e uma fratura grave na perna, por exemplo. Eu já estava entediada na primeira metade do filme. O filme é baseado no romance homônimo de Charles Martin (que eu não li e não lerei), mas a grande decepção para mim foi saber que o filme foi dirigido pelo Hany Abu-Assad, que nos presenteou com o maravilhoso Paradise Now em 2005. Surreal. Veja o trailer.

Deserto (Desierto, dir. Jonás Cuarón, 2015)

Um grupo de pessoas tenta atravessar a pé a fronteira do México para os Estados Unidos quando se depara com um homem solitário e racista, que patrulha a região por conta própria e se diverte caçando imigrantes ilegais. Lançado antes da eleição de Trump, o filme (ou o personagem do auto-proclamado vigilante) é uma versão extrema do seu discurso de ódio, inacreditavelmente cada vez mais popular no mundo todo. E justamente por tratar de um tema tão atual e socialmente relevante, acho que o filme pecou pela falta de profundidade dos personagens. Sem dúvida um desperdício de possibilidades narrativas. Resta um thriller de ação/perseguição com soluções um tanto fracas e bem pouco originais. Esperava muito mais. Veja o trailer.

Mini-resenhas: Invisível e Terra Selvagem | Não Me Mande Flores

Invisível (Invisible, dir. Pablo Giorgelli, 2017)

Ely tem 17 anos e vive com a mãe no bairro da Boca em Buenos Aires. Seu mundo colapsa quando descobre que está grávida de Raúl, um homem bem mais velho (e casado), dono do Pet Shop onde trabalha. O filme acompanha a rotina da adolescente enquanto ela decide o que fazer a respeito da gravidez ~ uma decisão que se torna ainda mais complicada, já que o aborto é ilegal na Argentina. Ely não é apenas o retrato da vulnerabilidade e do desamparo social, ela é também uma vítima (como tantas na Argentina, no Brasil e pelo mundo afora) de políticas que oprimem e criminalizam, retirando o poder de decisão das mulheres a respeito do seu próprio corpo. Mora Arenillas incrível como Ely. Assistam. Veja o trailer.

Terra Selvagem (Wind River, dir. Taylor Sheridan, 2017)

Uma agente novata do FBI se une a um caçador/rastreador local para investigar a morte de uma jovem nativa-americana na remota Reserva Indígena Wind River. Um thriller de suspense, cheio de climões interessantes e com um rico pano de fundo de denúncia social. Não sei se rolou inspiração, mas achei BEM o clima de um Nordic Noir, então se você curte esse gênero, pode apostar sem medo. Dirigido e escrito pelo mesmo roteirista de Sicario e do ótimo A Qualquer Custo (que também aborda de maneira brilhante a questão indígena, embora não seja o tema principal). Gostei muito. Veja o trailer.

Qual foi o último filme incrível que você assistiu?
Deixe a sua dica nos comentários. :)

|

Freebie NMMF: Lista de Natal

FREEBIE NMMF: Lista de Natal

O Natal é uma época do ano que potencializa os sentimentos nobres. Ficamos mais solidários e generosos, independente das crenças e das religiões. Gostoso demais. Uma das (muitas) maneiras de demostrar o nosso carinho pelas pessoas que fazem as nossas vidas melhores é presenteando-as. E não precisa MESMO ser uma peça cara. Às vezes uma lembrancinha simples, feita em casa com todo carinho, pode ser mais especial que o presente mais caro do mundo. 

FREEBIE NMMF: Lista de Natal

Esse ano eu fiz uma Lista de Natal para organizar os presentes e lembrancinhas: para não esquecer de ninguém e, especialmente, para não deixar tudo para a última hora (quase uma tradição nos lares brasileiros). Eu sei que já está um pouco em cima, mas vou disponibilizar o arquivo para quem, assim como eu, ainda está nessa fase de definir os presentes, comprá-los e ~ o mais importante! ~ fazer aquele embrulho natalino BEM lindo! 

Baixe aqui a Lista de Presentes de Natal.

Use a hashtag #freebieNMMF quando publicar uma foto da sua Lista de Natal nas redes sociais. :)

|

Deixe o sol entrar | Laura Brown

Let The Sunshine In | Laura Brown

Estou tirando uma semaninha de férias (YAY!) e deixo vocês com essa mensagem e esse trabalho lindo da Laura Brown. Até a volta! ☀️

Aproveitem a pausa para baixar os seus Planners NMMF 2018. \o/

∴ info ∴
Laura Brown website & instagram.

|