Lápis de cor | Lee Kyutae

Lee Kyutae // Kokooma // Ilustração com lápis de cor

Paisagens comuns, interiores, cenas de rua. Lee Kyutae, a.k.a kokooma, é o responsável por essas delicadezas criadas com lápis de cor. O seu sketchbook é simplesmente sensacional, cheio de desenhos realistas e que, ao mesmo tempo, parecem ter saído de um sonho tranquilo. Lindo.

∴ info ∴
Lee Kyutae tumblr & instagram.

|

Os quatro últimos… livros

Mini-resenhas dos livros: Bonita Avenue e Os Buddenbrook | Não Me Mande Flores

1. Bonita Avenue, por Peter Buwalda – tradução de Cássio de Arantes Leite
Alfaguara

Siem Sigerius, matemático, ex-judoca e reitor de uma universidade na Holanda, percebe uma ligeira semelhança entre a sua enteada Joni e a modelo/estrela pornõ de um site que costuma frequentar. Atordoado com a possibilidade, Sigerius precisa lidar ainda com a notícia de que o filho desajustado, preso por agressão, acaba de ser solto. Buwalda (des)constrói a saga de uma família em crise, alternando narrativas de três personagens, e vai, aos poucos, revelando suas características disfuncionais e sombrias. A trama é envolvente (mesmo que um pouco morna no princípio) e desenrola num crescente de suspense e vingança de tirar o fôlego. Impressionante. O livro ganhou quatro grandes prêmios literários na Holanda e vem sendo traduzido para vários países, sempre com grande sucesso de crítica (e parece que vai virar filme!).

 ∵ AmazonFnac | Livraria Cultura | Livraria da Folha | Saraiva | Travessa

2. Os Buddenbrook, por Thomas Mann – tradução de Herbert Caro
título original: Buddenbrooks • Companhia das Letras

Publicado pela primeira vez em 1901, o livro conta a história de quatro gerações de uma família de comerciantes alemã, inspirada na linhagem do próprio escritor e situada numa cidade com todas as características de Lübeck, a terra Natal dos Mann. Começa nos tempos áureos da empresa familiar e, à medida que o tempo vai passando, acompanhamos o declínio moral e financeiro dos Buddenbrooks, com muitos acontecimentos marcantes no meio do caminho: nascimentos e funerais, casamentos e separações, sucessos e fracassos. Considerado um dos principais romances do século XX, essa crônica familiar é um retrato muito interessante e preciso da burguesia alemã, uma leitura leve (os capítulos são super curtos) e fascinante, que não entedia em nenhum momento. Admirável saber que Mann escreveu a saga (seu primeiro romance!) aos 25 anos.

AmazonLivraria Cultura | Livraria da Folha | SaraivaTravessa

Mini-resenhas dos livros: Cidade em Chamas e Você já teve uma família? | Não Me Mande Flores

3. Cidade em Chamas, por Garth Risk Hallberg – tradução de Caetano W. Galindo
título original: City on Fire • Companhia das Letras

Uma estudante da N.Y.U. é baleada no Central Park na véspera do ano novo. O incidente, aparentemente aleatório, vai aos poucos revelando uma rede de intrigas e relacionamentos, que passa dos altos salões do dinheiro e do poder em Manhattan às ruelas de prédios abandonados do East Village. Os personagens são numerosos (e bem distintos entre si): um policial, um repórter, um fabricante de fogos de artifício, um punk, um banqueiro, uma assistente numa galeria, um professor, entre outros. Cada um tem a sua voz, mas o enredo é unico e captura bem a explosão social e artística dos anos 70 em Nova York. O livro é bem escrito e, sinceramente, não achei cansativo, apesar das mais de mil páginas. A leitura é fluida e interessante, mas não tão empolgante quanto eu tinha imaginado inicialmente. Mas não deixa de ser um bom livro.

AmazonFnac | Livraria Cultura | Livraria da Folha | Saraiva | Travessa

4. Você já teve uma família?, por Bill Clegg – tradução de Rubens Figueiredo
título original: Did you ever have a family?Companhia das Letras

Da noite para o dia June Reid perde tudo. Ela é a única sobrevivente de um incêndio que mata toda a sua família na véspera do casamento de sua filha. Sozinha e sem rumo, ela atravessa o país de carro, para longe da sua cidade natal e do pesadelo que a sua vida se transformou. O livro é construído com os relatos e as lembranças dos sobreviventes. June, a mãe de seu falecido namorado, as proprietárias do motel de beira de estrada onde ela se hospeda… Juntos, esses depoimentos vão formando um mosaico que nos ajuda a entender o que realmente aconteceu naquela noite. Surpreendentemente o livro não é um festival de banalidades emocionais (ufa!). Apesar do pano de fundo trágico, o romance foca no passado complicado e cheio de segredos dos personagens ~ e em como essa conexão entre eles pode ajudá-los a superar o trauma e seguir em frente. 

∵  AmazonLivraria Cultura | Livraria da Folha | SaraivaTravessa

O que vocês têm lido de bom ultimamente?
Confira outros títulos na Bibliolove – a biblioteca virtual do blog!

|

Despensa N.6 | Lisboa, Portugal

Despensa N.6 | Confeitaria em Lisboa, Portugal

Gula sem sentimento de culpa. Essa é a ideia por trás da Despensa N.6, uma confeitaria saudável em Lisboa, Portugal onde a maioria dos produtos é de origem biológica e sem lactose. Tudo 100% sem glúten, 100% sem açúcar, mas 100% charmoso.

Além de fazer aquele lanchinho esperto, dá para turbinar a despensa de casa: o local vende produtos a granel, como granola caseira, sal do Himalaia e canela, por exemplo. Simpático demais. O projeto lindo é da Savvy Agency.

Meus lindos leitores portugueses já foram lá conhecer? :)

Despensa N.6
Avenida Sacadura Cabral, 6A, Lisboa, Portugal
fanpage | instagram

∴ info ∴
via Behance.

|

Cupcakes Românticos_love

Cupcakes Românticos | Dia dos Namorados

Taí uma sugestão deliciosa e romântica para o dia dos namorados: cupcakes temáticos, feitos pela pessoa amada. Tá bom, também vale encomendar daquelx amigx doceirx caso você seja um desastre na cozinha. Só não vale deixar a data passar em branco. :)

1. Recadinho nos cupcakes é demais! Dá para personalizar com um apelido ~ ou aquela piada interna que só vocês entendem. Love Note Cupcakes, da Better Homes & Gardens (receita em inglês).
2. Com mini-corações vazados, os lindinhos Cupcakes para San Valentín, da Maria Lunarillos (receita e vídeo em espanhol).
3. Be My Valentine, foto do Mathias.
4. Tia Martha Stewart zerando a vida o post com a melhor dica de todas: Brownie Heart Cupcakes! Sim, por favor (receita em inglês).

|

O Boticário Cuide-se Bem Nuvem

O Boticário Cuide-se Bem Nuvem

Cuidar de si é cuidar da sua pele todos os dias. Esse é o princípio por trás da linha Cuide-Bem Nuvem, de O Boticário. Que tal reservar um tempo para se cuidar, se curtir e se gostar mais ~ nem que seja por apenas alguns minutinhos diários? Gostei muito da campanha focada no autocuidado e na autoestima.

A assessoria da marca gentilmente me enviou alguns produtos da linha para experimentar e eu comecei pela Cuide-se Bem Nuvem Loção Hidratante (400 ml), essa lindeza aí da primeira foto. Aliás, que alegria olhar para essas embalagens lindíssimas todos os dias, acho que o meu bem estar já começa por aí. A loção é bem gostosa de passar, tem absorção rápida e deixa uma sensação refrescante na pele. A marca promete 96 horas de hidratação, mas como eu uso o produto diariamente, acabo reaplicando antes desse prazo. O preço sugerido é de R$41,90

O Boticário Cuide-se Bem Nuvem

A maioria das pessoas teve o primeiro contato com a linha através da ação da marca que estimulava o compartilhamento de mensagens de autocuidado ~ e que distribuiu uma versão de 100 ml da loção hidratante para as consumidoras. Caso você tenha perdido essa promoção, mas tenha ficado interessada em conhecer a linha, sugiro começar com o Cuide-se Bem Nuvem Creme Hidratante para as Mãos (50 g), que tem uma textura bem gostosa, não estraga o esmalte e é uma boa opção para experimentar a fragrância da linha na sua pele: um floral branco bem suave e fresco. O preço sugerido é de R$22,90

Eu também experimentei o Cuide-se Bem Nuvem Body Splash, um desodorante colônia delicioso que prolonga a sensação de pós banho, especialmente quando combinado com a loção hidratante. A fragrância e a fixação são leves, ideais para aqueles dias que você não está querendo abusar de um perfume forte. Esse combo Loção Hidratante + Body Splash dura o dia todo na minha pele, o que eu achei bem surpreendente (o Body Splash sozinho acaba durando um pouco menos). O preço sugerido é de R$49,90

EMBALAGEM SUSTENTÁVEL

Uma coisa que eu achei MUITO bacana a respeito das embalagens dessa linha, além do trabalho gráfico lindo, é que os frascos das loções hidratantes, do creme hidratante para as mãos e do antitranspirante roll-on são feitos de plástico vegetal. Isso quer dizer que eles são produzidos a partir do etanol da cana de açúcar e não do petróleo, gerando menor impacto ambiental que a suas versões antigas. Demais, né? Mudar para melhor, sempre!

Vocês participaram da ação de Cuide-se Bem Nuvem?
Estão curtindo usar os produtos da linha?

∴ info ∴
O Boticário website, instagram & loja online

|