Femme

Água Fresca Lingerie | Femme - Inverno 2017

Ainda nem deu tempo da gente se recuperar da coleção lindíííssima de verão da Água Fresca Lingerie e eles liberam essa coisa maravilhosa chamada Femme. O Inverno 2017 da marca tem tudo a ver com liberdade, conforto e leveza, além da feminilidade, claro!

A mensagem principal é: peças íntimas não devem ser usadas apenas para agradar ao outro, o mais importante é sentir-se bem. Não poderia concordar mais. Quem aí já não comprou aquela peça linda, mas que acabou ficando jogada na gaveta por não ser nada confortável ou prática? Com as peças da Água Fresca não tem essa história, os tecidos e rendas são leves e gostosos de usar. Em outras palavras: maravilhosas demais.

 

Água Fresca Lingerie | Femme - Inverno 2017 Água Fresca Lingerie | Femme - Inverno 2017 Água Fresca Lingerie | Femme - Inverno 2017 Água Fresca Lingerie | Femme - Inverno 2017 Água Fresca Lingerie | Femme - Inverno 2017 Água Fresca Lingerie | Femme - Inverno 2017 Água Fresca Lingerie | Femme - Inverno 2017 Água Fresca Lingerie | Femme - Inverno 2017

A Femme conta com 44 famílias, que se dividem em grupos da linha Dia e Noite. A cartela de cores tem predominância dos azuis que, no conceito da coleção é a cor da liberdade feminina, e tons de vermelho, que remetem à força e feminilidade, uma alusão ao nosso amado batom vermelho.

Uma das coisas incríveis de todas as coleção da Água Fresca é a diversidade das peças: tem sutiã com e sem bojo (meus preferidos!), calcinha maior ou fio dental e muitas opções de cores e estampas. Tem lingerie linda para todos os gostos. Dentro da Femme eu gostei especialmente dos florais em malha fria ~ e até agora não sei se vou conseguir passar esse inverno sem esse pijama floral ma-ra-vi-lho-so com fundo azul. #preciso 

Outra pegada interessante dessa coleção são as peças com um apelo outwear, ou seja, que podem ser usadas “por cima” das roupas ou simplesmente aparecer mais nos looks. Por exemplo, esse body preto incrível e as peças em cetim, usadas por baixo de um blazer ou como sobreposição de camisetas brancas. Quem aí gosta de arriscar algo nessa linha? 

∴ DESCONTO ∴

A Água Fresca Lingerie está gentilmente concedendo um desconto de 10% em qualquer forma de pagamento no site para todos os leitores do blog. Para usar o cupom, basta inserir o código naomemandeflores10 no final da compra. Demais, né? Aproveitem!

 

∴ info ∴
Água Fresca Lingerie website & e-commerce, fan page & instagram.
A campanha foi fotografada pelo Márcio Rodrigues

|

Os quatro últimos… livros

Mini-resenhas dos livros: Achados e Perdidos + O Menino Feito de Blocos | Não Me Mande Flores

1. Achados e Perdidos, por Brooke Davis – tradução de Ana Carolina Mesquita
título original: Lost & Found • Record

Três personagens reunidos pelo destino. Millie Bird tem sete anos e foi abandonada pela mãe na seção de roupas íntimas de uma loja de departamento. Karl, o Digitador, tem 87 e acabou de fugir da casa de repouso onde foi colocado pelo filho. Agatha Pantha tem 82 anos e vive reclusa em casa, sem conversar com ninguém desde que ficou viúva há sete anos. Esse trio improvável embarca numa jornada pela Austrália em busca da mãe de Millie, aprendendo a superar cada um a sua própria perda. Me surpreendi com esse livro curtinho, mas comovente e muito divertido, cheio de surpresas e um toque delicioso de surrealismo. Recomendo muito, especialmente se você curte uma narrativa livre de estereótipos (sobre a velhice e a morte, particularmente). Dá para assistir uma entrevista com a Brooke Davis, falando sobre o livro, aqui

∵ Americanas | Livraria CulturaSaraivaSubmarino ∵

2. O Menino Feito de Blocos, por Keith Stuart – tradução de Ana Carolina Delmas
título original: A Boy Made of Blocks • Record

O casamento de Alex e Jody chega a um ponto de ruptura, essencialmente porque Alex não consegue lidar com Sam, o filho autista de oito anos. Obrigado a cumprir a função de pai em meio-expediente, Alex começa a jogar Minecraft com o filho e é aí que tudo muda. O jogo passa a ser um instrumento de comunicação e conexão entre os dois, um espaço onde os dois podem agir e se expressar livremente, sem julgamentos. O livro foi baseado na experiência do autor com o próprio filho autista e dá para perceber a enorme carga de amor que ele injetou na história. O livro também é engraçado e fala sobre a família de uma maneira muito bonita e sensível ~ mas me incomodaram um pouco as soluções do autor para dar um “final feliz” para todos os personagens, que acabaram soando um tiquinho falsas (e desnecessárias, na minha opinião).

∵ Americanas | Livraria CulturaSaraivaSubmarino ∵

Mini-resenhas dos livros: As Invernas + A Arte de Construir Ruínas | Não Me Mande Flores

3. As Invernas, por Cristina Sánchez-Andrade – tradução de Fátima Couto
título original: Las inviernas • Tordesilhas

A tragetória das irmãs Dolores e Saladina, apelidadas de “as Invernas”, que retornam para Tierra de Chá, sua aldeia natal na Galícia, após anos de exílio na Inglaterra. Uma é linda e sonha em ser estrela de cinema. A outra é feia e desdentada, e sonha em se apaixonar e ser amada. Unidas por um passado em comum e um segredo obscuro, as irmãs acabam trazendo consigo lembranças que todos ali gostariam de esquecer. A autora vem sendo considerada uma das vozes femininas mais poderosas na literatura espanhola atual e consegue nesse livro unir a tradição oral galega (histórias passadas de geração a geração, contadas ao pé do fogo) com uma narrativa poética, misteriosa e cômica. Uma história original e cheia de personagens bizarros e cativantes, que vão se tornando mais familiares e simpáticos a cada capítulo.

∵ Americanas | Livraria CulturaSaraivaSubmarino ∵

4. A Arte de Construir Ruínas, por Adriano Garib
Poligrafia

Primeiro romance do ator Adriano Garib (de Tropa de Elite 2 e Meu Nome Não é Johnny, entre outros), o livro é dividido em quatro partes, cada uma narrada por um personagem diferente. Angelo é um artista com uma obra inacabada. Tina é a dona do café da esquina. Zilda cuida da pensão e do marido inválido. Francisco, pra lá dos 80 anos, é feirante, consertador de bugigangas, bom homem e bom marido. Essas quatro narrativas se misturam, numa história que combina realismo e fantasia. O autor brinca com os eixos pronominais, alternando entre a primeira, segunda e terceira pessoas, sem aviso prévio. A parte de Tina, por exemplo, é toda narrada em primeira pessoa, sem pontuação, simulando o fluxo de pensamento minutos antes de dormir. A minha parte preferida foi a de Zilda, que narra 20 anos de vida da personagem e tem uma pegada mais realista e crua. Mais sobre a tragetória do livro nesse vídeo da editora.

∵ Americanas | Livraria CulturaSaraivaSubmarino ∵

E vocês, o que andam lendo de bom?
Confira outros títulos na Bibliolove – a biblioteca virtual do blog!

|

Vasos de plantas com carinhas

Stella Baggott | Atelier Stella

Quem aí conversa com as suas plantinhas? Dizem que elas gostam dessa atenção especial e retribuem com a beleza e o crescimento das suas folhas e flores. Para facilitar essa tarefa, nada melhor do que utilizar uma das muitas opções de vasos com carinha disponíveis por aí. Assim a gente se sente menos crazy-plant-lady, né? ;)

Faceplanters | Atelier Stella

Atelier Stella • websiteinstagram

As peças do Atelier Stella são todas feitas à mão ~ e, por isso, únicas ~ inspiradas no trabalho de ceramistas italianos e suecos dos anos 50 e 60. Trabalho lindo e artesanal da Stella Baggot, em Brighton na Inglaterra. Apaixonada por todas as peças com “pezinho”, coisas mais lindas! 

Faceplanters | Friend Assembly

Friend Assemblywebsite | instagram

Carinhas muito expressivas e um pouco doidinhas, como não amar? A professora de arte Sarah Schreiber decidiu criar seus próprios amigos em forma de vasos de plantas. Melhor pra gente, que agora tem acesso a essas lindezas! 

Faceplanters | Noe Marin

Noe Marín Studio • etsy | instagram

Os avós da Noe eram donos de uma pequena fábrica de azulejos no sul da Espanha e foi daí que ela herdou o seu amor pelo artesanal e pelo tradicional. As suas peças são delicadas e lúdicas, super gracinhas.

Faceplanters | Oh Happy Day

Oh Happy Day • blog post

Agora é a sua chance de fazer os seus próprios vasos com carinha! O blog Oh Happy Day ensina a fazer essas belezinhas usando massa/pasta de modelar, bem fácil de encontrar em casas de artesanato e até papelarias. Quem vai se arriscar nesse DIY? 

Vocês conhecem outras marcas de vasos com carinhas?
Deixem suas dicas nos comentários! \o/

|

Natura Faces | Tá na Cara, Tá na Rua

Natura Faces | Tá na Cara, Tá na Rua

Vocês viram que a linha de maquiagens Natura Faces acabou de ser relançada? Pois é, a marca se reinventou para dialogar com as muitas transformações que estão acontecendo no mundo, aos movimentos culturais e sociais das grandes cidades. 

A principal bandeira da nova linha é apresentar uma maquiagem que pode ser usada tanto por mulheres quanto por homens. A ideia é conversar (também) com esse público masculino, cada vez mais interessado no assunto, de maneira moderna e descomplicada.

Particularmente, acho que faltou um pouco de ousadia nesse vídeo da campanha. Senti falta de um ver homem super maquiado mesmo, sem medo de ser feliz e de colocar os produtos para jogo. Se a ideia é dialogar e possibilitar looks masculinos, achei a abordagem um tanto tímida. 

~ Assistam também o vídeo-depoimento da linda Nirvana! ~

As novas embalagens são todas p&b, bem urbanas e bonitas. Gostei também da nécessaire da linha, em jeans, que tem um tamanho ótimo para levar na bolsa. A Natura gentilmente me enviou alguns produtos da nova Natura Faces e eu conto para vocês as minhas impressões sobre eles em seguida. 

Natura Faces | Tá na Cara, Tá na Rua

Batom Cremoso & Matte Faces (3,5 g)

São 9 opções de cores do Batom Cremoso e 9 opções do Batom Matte (18 no total). Todos eles com o espelhinho na tampa, que é mínimo, mas quebra um super galho na hora de retocar. As cores são bem lindas e a duração é média, do tipo que precisa retocar depois de comer. Entre os Mattes, a marca ousou mais. Tem um pretão (Black Out), um azul bem vivo (Azul Cyber) e um branco (Off White), que pode (e deve) ser usado para clarear cores mais escuras ou fazer um efeito ombré. Preço sugerido: R$13,90 (Cremoso) e R$14,90 (Matte).

Máscara para Olhos e Sobrancelhas Incolor Faces (7 ml)

Gente, como eu usei máscara incolor na minha adolescência! Até bateu uma nostalgia na hora de experimentar. A máscara deixa um efeito de cílios molhados e separadinhos, mas, de maneira geral, me decepcionei um pouco com o produto. Os meus cílios já são bem grandinhos, só que as pontas são bem claras, ou seja, preciso MESMO de uma cor na máscara para conseguir um efeito bacana. Preço sugerido: R$22,90.

Máscara para Cílios Efeito Curvex Faces (7 ml)

Pra compensar a minha decepção com a máscara incolor, eu adorei essa nova versão da máscara preta, com efeito curvex. O aplicador tem esse formato que, além de alongar, deixa os cílios super curvados e bonitos. O efeito é bem natural também. Preço sugerido: R$19,90.

Mini Lápis Extra Preto para Olhos Faces (800 mg)

É um lápis preto bem básico, com uma pigmentação excelente (por isso o “extra” preto no nome). O tamanho dele é menorzinho, ideal para levar na nécessaire ou na bolsa. Preço sugerido: R$13,90.

Natura Faces | Tá na Cara, Tá na Rua

A linha também possui duas opções de sombra trio, caneta delineadora, base extraleve, corretivo e pó compacto. 

Vocês curtem a Natura Faces
Deixe a sua dica de produto da marca nos comentários!

∴ info ∴
Natura Adoro Maquiagem website & instagram.
Rede Natura website.

|

NANAN Patisserie | Wroclaw, Polônia

NANAN Patisserie | Wroclaw, Polônia

NANAN é uma patisserie moderna, mas com clima retrô em Wroclaw na Polônia. O projeto é da (também polonesa) BUCK.STUDIO, que criou o interior com uma vibe deliberadamente minimalista, para destacar os verdadeiros protagonistas da casa: bolos, éclairs e docinhos finamente decorados e lindos.

Dá para perceber pelas fotos que o éclair, especialidade da NANAN, inspirou o projeto e o design das lâmpadas, da vitrine e da marca. E, convenhamos, é realmente difícil resistir a todo esse veludo rosa e detalhes em bronze. 

NANAN Patisserie
Kotlarska 32, Wroclaw, Polônia
website | instagram

∴ info ∴
via The Cool Hunter

|