Os quatro últimos… filmes

Mini-resennhas dos filmes: Patti Cake$ e Doentes de Amor | Não Me Mande Flores

Patti Cake$ (dir. Geremy Jasper, 2017)

Patricia Dombrowski (a.k.a. Patti Cake$, a.k.a. Killa P) é uma aspirante a rapper de Nova Jersey, uma jovem talentosa e sonhadora, com ZERO perspectivas e chances de chegar ao estrelato do hip-hop. Enfrentando o preconceito e as dificuldades de uma vida dura, Patti forma uma banda com o melhor amigo Jheri, sua avó doente e um músico recluso de Goth-Metal. Uma história clássica do underdog (com alguns clichêzinhos típicos do gênero), mas que delícia torcer pela Patti! Um filme engraçado, doce e despretensioso, como um bom indie deve ser. Prepare-se para ficar com o “hitPBNJ na cabeça depois de assistir. ;) Veja o trailer.

Doentes de Amor (The Big Sick, dir. Michael Showalter, 2017)

O relacionamento do paquistanês Kumail com Emily parece não ter futuro, uma vez que a tradição da sua família ultra-conservadora só permitiria um casamento arranjado com uma jovem muçulmana. Quando Emily é diagnosticada com uma doença misteriosa e passa dias em coma induzido, Kumail precisa decidir o que é mais importante: lutar pelo seu amor ou atender as expectativas de sua família. Baseado na história real do ator e comediante Kumail Nanjiani e da sua esposa Emily Gordon que, juntos, assinam o roteiro. O filme transita bem entre três gêneros: romance, drama e comédia ~ ao contrário dessa tendência terrível que andou rolando nos últimos tempos, de histórias ultra-dramáticas de amor abaladas por doenças raras. O fator “história real” ajuda bastante (mesmo sabendo que grande parte do filme foi ficcionalizada para aumentar o humor e o drama). Eu, que não sou fã do gênero, achei o filme uma graça. Veja o trailer.

Mini-resennhas dos filmes: O Formidável e A Guerra dos Sexos | Não Me Mande Flores

O Formidável (Le Redoutable, dir. Michel Hazanavicius, 2017)

Louis Garrel interpreta Jean-Luc Godard durante as filmagens de La Chinoise (1967), filme que representou uma grande virada na carreira do cineasta, que passou a renegar toda a sua carreira anterior para se dedicar a um cinema (e um ideal de vida) revolucionário. O filme é baseado no livro autobiográfico de Anne WiazemskyUn an après“, a estrela de La Chinoise e futura esposa de Godard. Anne, 17 anos mais jovem que Godard, admira a originalidade e ousadia de Jean-Luc, mas os eventos de 1968 e o envolvimento intenso do cineasta com a causa colocam seu casamento e sua admiração à prova. Garrel consegue fazer o impossível: tornar o Godard-Revolucionário simpático (eu sou suspeita para falar porque sou uma grande admiradora do diretor, mas ATÉ EU sei que o Godard-Militante-Maoísta é difícil de engolir). O longa tem um gostinho especial para quem curte Nouvelle Vague, já que ele brinca com os elementos característicos do movimento, presentes nos filmes anteriores do cineasta. Godard Easter Eggs da melhor qualidade. :) Veja o trailer.

A Guerra dos Sexos (Battle of the Sexes, dir. Jonathan Dayton & Valerie Faris, 2017)

História real do jogo de tênis entre a campeã mundial feminina Billie Jean King e o ex-campeão Bobby Riggs, um dos eventos esportivos televisionados mais vistos de todos os tempos, que ficou conhecido como A Guerra dos Sexos. Bobby, então com 55 anos, desafia Billie Jean, de 29, para provar a superioridade masculina no esporte ~ e nas demais esferas da vida, diga-se de passagem. A partida acabou simbolizando a consolidação do movimento feminista, apaixonadamente apoiado por King, que já lutava por remunerações iguais para homens e mulheres no esporte. Atuações fortes de Emma Stone e Steve Carell como King e Riggs. Veja o trailer.

Qual foi o último filme incrível que você assistiu?
Deixe a sua dica nos comentários. :)

|

Plyroom | Shibui Collection

Plyroom | Shibui Collection

A Shibui Collection é um sistema de prateleiras com uma pegada bem simples e minimalista da Plyroom. As alturas das prateleiras são ajustáveis, permitindo a personalização de acordo com as suas necessidades. Sempre fico encantada com essas soluções elegantes e descomplicadas em madeira ~ repararam na delicadeza dos detalhes em cobre?

∴ info ∴
Plyroom website & instagram.

|

Ame Seus Parques | Free People

Love Your Parks - Free People | We The Free Park Pullover Love Your Parks - Free People | Tattooed Heart TopLove Your Parks - Free People | All Mixed Up JoggerLove Your Parks - Free People | Sweet Gal ThermalLove Your Parks - Free People | Power Play Hooded PonchoLove Your Parks - Free People | Ghost Wide Leg PantsLove Your Parks - Free People | We The Free Park Pullover

A Free People se uniu ao National Park Foundation (organização que arrecada fundos para a preservação dos parques nacionais americanos) e criou uma coleção bem linda, com cara de aventura outdoor

E talvez eu esteja apaixonada pela Alyssa Miller, talvez… ♥

∴ info ∴
Free People website & instagram

|

Kip & Co | Eden SS17

Kip & Co | Eden SS17

Inspiração tropical na coleção Eden da australiana Kip & Co. Coisa mais linda. 🌴

∴ info ∴
Kip & Co website & instagram.

|

Loungerie Outubro Rosa | Kit Autoestima

Loungerie Outubro Rosa | KIt Autoestima

A Loungerie preparou uma parceria muito especial com a Clinique para homenagear o Outubro Rosa, mês de conscientização sobre a prevenção do câncer de mama. Juntas, as marcas criaram o Kit Autoestima em prol da Fundação Laço Rosa, que luta diariamente para mudar a realidade do câncer de mama no Brasil.

O Kit Autoestima contém:
01 conjunto Loungerie Sweet Lace + 01 batom Clinique em tons de rosa
por R$99,90

100% do lucro arrecadado com a venda do kit será destinado à fundação. Bacana demais, né? Acredito que vale muito a pena comprar o kit porque, além da satisfação de estar ajudando uma causa tão nobre, o valor cobrado está SUPER justo. Só o batom da Clinique está saindo a R$84,00 na Sephora, por exemplo. Eu eu recomendo demais o conjunto Sweet Lace: ele é lindo e perfeito para o dia a dia! (eu não uso sutiã com bojo/enchimento, então sou suspeita para falar)

Encontre a Loungerie mais perto de você aqui!

|