Vencedora do sorteio 2 Dreamers & oh-oh, lelê

E a vencedora do sorteio 2 Dreamers & oh-oh, lelê é: 

Ganhadora do SORTEIO 2 Dreamers + oh-oh, lelê | Blog Não Me Mande Flores
Um super obrigada a todos que participaram.
E até o próximo sorteio!

|

Lembrete: SORTEIO 2 Dreamers & Oh-Oh, Lelê

2 Dreamers + oh-oh, lelê SORTEIO | Blog Não Me Mande Flores

Passando por aqui para lembrar que esse é o último final de semana para participar do SORTEIO de uma arte linda da oh-oh lelê em parceria com os queridos da 2 Dreamers. O resultado sai na segunda-feira, dia 25!

Vocês já estão participando, né?
Faça sua inscrição aqui. :)

|

Escova Brilliant – extra brilho L’Oréal Professionnel

Escova Brilliant - L'Oréal Professionnel | Werner Maison | blog Não Me Mande Flores

Essa semana eu recebi um convite super especial para conhecer a nova Escova Brilliant da L’Oréal Professionnel no Werner Maison. A Brilliant é uma ampola, uma espécie de shot de brilho que pode ser usado em todos os tipos de cabelo e que faz parte da série Expert (ou seja, só pode ser utilizada por profissionais nos salões de beleza parceiros). 

O bacana dessa ampola é que ela pode ser usada em todos os serviços do salão, sempre que você quiser uma dose extra de brilho nos fios. Dá para usar a Brilliant para realçar o brilho dos cabelos após o corte ou adicionar a ampola no tratamento ou coloração da sua preferência, por exemplo.

Escova Brilliant - L'Oréal Professionnel | blog Não Me Mande Flores

Cabelos com 4 x mais brilho em 20 minutos: como?

A Brilliant possui tecnologia Silexium, uma combinação de silicone com um agente catiônico que envolve o fio para um resultado de extra-brilho. Além disso ela possui ácido A.H.A., conhecido por penetrar na fibra capilar, alinhando cutículas e deixando a superfície do cabelo uniforme, radiante e polida.

A textura do produto é bem curiosa. Me pareceu ser um gel bem líquido que, em contato com os cabelos, se transforma numa mousse leve e super cheirosa. Aliás, a fragrância é um dos pontos altos da Brilliant: ela tem cheirinho de maçã, hortelã e pimenta, com leves toques de framboesa, jasmine, violeta e lírio. Delícia, né?

Brilliant - L'Oréal Professionnel | blog Não Me Mande Flores

A Escova Brilliant é uma ótima opção para destacar o brilho dos cabelos com mechas (como o meu) e achei que o resultado ficou incrível. Super iluminado mesmo! Quem cuidou das minhas madeixas foi a hairstylist Marcelle Costa ~ que também faz uma massagem capilar ma-ra-vi-lho-sa, viu? #ficaadica

Ela me explicou que o efeito extra-brilho dura até 4 lavagens (depende muito do cabelo) e que a Escova Brilliant pode ser feita sem restrições, em todos os tipos de cabelo. Para quem se interessou, o valor do serviço no Werner Maison é de R$99,00.  

∴ info ∴
L’Oréal Professionnel website & instagram.
Werner Coiffeur website & instagram.
Werner Maison –  Rua Visconde de Pirajá, 559, Loja B – Ipanema/Rio de Janeiro – Tel: (21) 2512-5288

|

Irene Sconce

Irene Sconce | Luminária minimalista | A modern expression of the classic candle sconce from Schoolhouse Electric & Supply Co. | Blog Não Me Mande Flores Irene Sconce | Luminária minimalista | A modern expression of the classic candle sconce from Schoolhouse Electric & Supply Co. | Blog Não Me Mande Flores

Eu sei que eu já falei um dia desses sobre as luminárias lindas e minimalistas da Schoolhouse Electric & Supply Co., mas é que eu não consigo superar as soluções de iluminação simples e lindas que eles inventam. Gracinha demais essa luminária, perfeita para dar um toque de cor ao lado da cama (dá para brincar com as cores da placa de metal e do fio).

∴ info ∴
Schoolhouse Electric & Supply Co. website & instagram.

|

Os quatro últimos… livros

Mini-resenhas dos livros: A Zona de Interesse e Antologia Pessoal | Blog Não Me Mande Flores

1. A Zona de Interesse, por Martin Amis – tradução de Donaldson M. Garschagen
título original: The Zone of Interest • Companhia das Letras

A Zona de Interesse era o local onde os judeus recém-chegados em Auschwitz passavam pela triagem, que definia se iriam para os trabalhos forçados ou para as câmaras de gás. Pesadíssimo, né? É nesse clima carregado que se desenrola a história do livro, narrada por três personagens-chave: Golo, um oficial nazista que se apaixona pela mulher do comandante, Paul, o tal comandante, que detém o poder (quase) absoluto no local e Szmul, um judeu que lidera a equipe de prisioneiros que ajudam os nazistas a manter uma certa ordem e a sustentar toda a farsa por trás do genocídio. Essas aliás, são as partes mais incômodas e difíceis de digerir do livro: perceber as motivações que levaram alguns judeus a contribuir com a máquina de morte nazista. Não é nem um tapa, é um soco na cara mesmo. Pra quem gosta de temas mais duros. 

∵ Americanas | Livraria CulturaSaraivaSubmarino ∵

2. Antologia Pessoal, por Jorge Luis Borges
tradução de Davi Arrigucci Jr., Josely Vianna Baptista e Heloisa Jahn
título original: Antología personal • Companhia das Letras

Depois de ler certos autores, a gente percebe que esse negócio de escrever não é para qualquer um e que algumas pessoas nascem (ou adquirem de alguma forma) uma habilidade fora do comum com as palavras. Com o Borges é assim. É uma mistura de espanto com encantamento com incredulidade ~ como pode escrever tão bem gente? A prosa, especialmente, sempre tão cheia de poesia. O livro é uma seleção de textos feita pelo próprio autor ~ e eu humildemente destaco meus favoritos: o sul, funes, o memorioso, as ruínas circulares e o aleph

∵ Americanas | Livraria CulturaSaraivaSubmarino ∵

Mini-resenhas dos livros: Dance Dance Dance e O Primeiro Homem Mau | Blog Não Me Mande Flores

 3. Dance Dance Dance, por Haruki Murakami – tradução de Lica Hashimoto
título original: Dansu dansu dansuAlfaguara

Um escritor freelance decide procurar por uma antiga namorada, desaparecida, no último lugar que foram juntos: o Hotel do Golfinho. Mas o local não é mais o mesmo desde a sua última visita. O livro é Murakami puro, cheio de situações deliciosamente surreais (tratadas com a maior naturalidade do mundo, raramente acompanhadas de explicações ou justificativas) e personagens reflexivos e misteriosos. É uma espécie de continuação do livro Caçando Carneiros, embora os dois sejam independentes e possam ser lidos separadamente. Eu me identifiquei loucamente com o personagem principal e invejei sua vida simples e sua maneira prática de encarar a vida. Mas isso não é novidade nenhuma, eu sempre me apaixono pelos personagens do Murakami, impressionante! 

∵ Americanas | Livraria CulturaSaraivaSubmarino ∵

4. O Primeiro Homem Mau, por Miranda July – tradução de Caroline Chang e Cristina Baum
título original: The First Bad Man • Companhia das Letras

O que falar sobre Cheryl? Uma mulher solitária e vulnerável (e um tiquinho surtada), obcecada por um colega de trabalho, que se vê presa à obrigação de hospedar Clee, a jovem filha egoísta dos patrões, no pequeno universo controlado que é seu apartamento. Quando você pensa que está começando a entender os personagens, a Miranda vai e vira o seu mundo de cabeça pra baixo. E a gente vai se apegando cada vez mais a Cheryl, suas obsessões sexuais, suas neuroses deliciosas, suas descobertas como mãe… Que personagem e que livro gente! 

∵ Americanas | Livraria CulturaSaraivaSubmarino ∵

E vocês, o que andam lendo?
Confira outros títulos na Bibliolove – a biblioteca virtual do blog!

|