Actine Control – o sabonete das peles oleosas

Actine Control - Sabonete Líquido | O sabonete das peles oleosas

Novidade na área para quem curte os produtos da Darrow Dermocosméticos. A família Actine acabou de crescer, ganhando produtos específicos para as peles oleosas e mistas, que prometem redução de oleosidade por até 9 horas! A marca já possuía uma linha tradicional, voltada para peles oleosas com acne.

Actine Control limpa profundamente a pele, eliminando o sebo em excesso e prevenindo o aparecimentos dos cravos. O sabonete líquido é perfeito para o dia a dia porque não resseca a pele e tem uma fragrância leve e agradável (eu uso no banho e a tampinha com pump é bem prática!).

Actine Control - Sabonete Barra | O sabonete das peles oleosas

O sabonete em barra contém nanocápsulas de Melaleuca (também conhecida como tea tree ou árvore-do-chá), cuja ação antibacteriana é amplamente conhecida. O produto foi formulado de maneira a minimizar o possível surgimento de alergias, por isso a marca tem sido muito indicada pelos dermatologistas ~ e também pelo precinho ótimo!

Actine Control Sabonete Líquido (140 ml) – Preço sugerido: R$35,50
Actine Control Sabonete Barra (80 g) – Preço sugerido: R$25,90

Vocês já experimentaram algum produto da linha Actine?

∴ info ∴
Darrow Dermocosméticos fan page & blog.

|

Monet Mood

Monet Mood | Claude Monet | Pintura Impressionista

“Eu gostaria de pintar como um pássaro canta”.
Je voudrais peindre la façon dont un oiseau chante.
Claude Monet

∴ info ∴
Imagens via Astronomy in Reverse.

|

Os quatro últimos… filmes

Mini-resenhas dos filmes: Norman e A Filha | Não Me Mande FloresNorman – Confie em Mim
(Norman: The Moderate Rise and Tragic Fall of a New York Fixer, dir. Joseph Cedar, 2016)

Norman Oppenheimer é um (pequeno) operador que sonha com o mundo do poder e do dinheiro de Nova York e com grandes esquemas financeiros, que nunca se tornam realidade (para ele). Sua vida muda radicalmente depois que conquista a amizade de um político, inicialmente em má fase, mas que vem a se tornar o Primeiro Ministro de Israel. O filme brinca com o jogo de favores e influência característicos do mundo da política e Richard Gere está perfeito no papel de um homem solitário, desesperado por ser aceito e, finalmente, embriagado pelo respeito que sempre desejou. Os personagens secundários também merecem destaque, especialmente Lior Ashkenazi como o político judeu e Hank Azaria, que aparece brevemente como um doppelganger de Norman, obrigando-o a ficar cara-a-cara consigo mesmo. Veja o trailer.

A Filha (The Daughter, dir. Simon Stone, 2015)

Christian volta para a casa de sua família depois de um longo afastamento, para o casamento do seu pai. Ele acaba se reconectando com um velho amigo de infância e descobrindo um segredo há tempos enterrado. Suas tentativas de colocar as coisas de volta no lugar (ou talvez um desejo subconsciente de destruição) ameaçam devastar as vidas de todos a sua volta. O filme é inspirado na peça “O Pato Selvagem”, de Henrik Ibsen e tem suas origens numa produção teatral que o próprio Simon Stone dirigiu anteriormente na Austrália. É um drama intenso sobre uma família à beira da ruína, um pouco como a região onde ele foi filmado, uma New South Wales completamente abandonada e triste. Melodramático e claustrofóbico (especialmente a segunda parte), com atuações brilhantes; recomendo! Veja o trailer.

Mini-resenhas dos filmes: Stefan Zweig - Adeus Europa e Além das Palavras | Não Me Mande Flores

Stefan Sweig – Adeus, Europa (Stefan Zweig: Farewell to Europe, dir. Maria Schrader, 2016)

Episódios da vida do escritor austríaco de origem judaica Stefan Sweig em seus anos de exílio na América do Sul e nos EUA durante a implantação do regime nazista e a Segunda Guerra Mundial. Pacifista radical, conhecido por suas ideias utópicas de uma Europa unida e sem fronteiras nacionais, Sweig sentia-se impotente frente ao crescimento da intolerância e do autoritarismo. Na sua primeira viagem pelo Brasil apaixonou-se pelo país e, posteriormente, escreveu o ensaio “Brasil, país do futuro”. O filme também mostra os seus últimos meses de vida, em Petrópolis no Rio de Janeiro, onde escreve sua obra mais famosa, “Xadrez”. Importante demais relembrar esse momento obscuro da história, especialmente agora, quando os discursos de ódio e de intolerância crescem assustadoramente. Veja o trailer.

Além das Palavras (A Quiet Passion, dir. Terence Davies, 2016)

Filme-biografia da poeta americana Emily Dickinson que retrata desde os seus dias como estudante até os seus últimos anos, reclusa e doente. O filme é duro e melancôlico, um pouco como a vida das mulheres em geral no século XIX, mas especialmente para Emily, que se recusava a seguir as estritas regras sociais da era Vitoriana. Uma mulher e uma artista a frente do seu tempo, sem dúvida. O filme mostra que um dos elementos mais trágicos da sua vida foi não ter visto o seu trabalho e o seu talento ser reconhecido ~ apenas alguns de seus poemas foram publicados na época, em jornais locais (e, muitos deles, anonimamente). Para mim, foi uma introdução bem interessante ao universo poético e a vida da Emily. Veja o trailer

Qual o último filme incrível que você assistiu?
Deixe sua dica nos comentários. :)

|

Elise Lefebvre Céramique

Elise Lefebvre Céramique | Cerâmicas

Trabalho lindo da francesa Elise Lefebvre, que cria pequenas séries de vasos, pratos e outras peças de cerâmica delicadas e apaixonantes, que ela vende posteriormente em lojas, feiras e mercados locais ~ é bom ficar de olhos abertos na sua próxima viagem para a França (e no instagram dela também). 

∴ info ∴
Elise Lefebvre Céramique website, blog & instagram.

|

Kate Gabrielle – Cultura pop em pins e patches

Kate Gabrielle | Pins & Patches

Kate Gabrielle, essa maravilhosa, realizando todos os nossos desejos da cultura pop na forma de pins e patches (e em outros formatos também, vocês realmente deveriam visitar a perdição que é essa lojinha)!

∴ info ∴
Kate Gabrielle website & instagram

|